Dor no calcanhar: fascite plantar ou esporão?

A dor no calcanhar provocada pela fascite plantar pode ser causada por hábitos sedentários ou até excesso de exercícios. Entenda.

Juliana Conte

Juliana Conte é jornalista, repórter do Portal Drauzio Varella desde 2012. Interessa-se por questões relacionadas a manejo de dores, atividade física e alimentação saudável.

A dor no calcanhar provocada pela fascite plantar pode ser causada por hábitos sedentários ou até excesso de exercícios. Entenda.

Compartilhar

Publicado em: 13 de janeiro de 2022

Revisado em: 13 de janeiro de 2022

A dor no calcanhar provocada pela fascite plantar pode ser causada por hábitos sedentários ou até excesso de exercícios. Entenda.

 

A fascite plantar costuma ser uma das principais causas de dor na região do calcanhar. Do público sedentário aos praticantes de corrida, a queixa costuma ser muito comum. Mas você sabe por que isso acontece?

As fáscias são tecidos fibrosos que percorrem todo o corpo. A fáscia plantar é um tecido fibroso que recobre a sola do pé e serve como um verdadeiro amortecedor, além de fornecer sustentação ao arco plantar, a famosa “curva” na sola do pé. Quando há um processo inflamatório na região, seja por excesso de exercícios, falta de alongamento, uso de calçados inadequados, sobrepeso e até sedentarismo, a conta chega em forma de dor e dificuldade de locomoção. Lembrando que esse processo inflamatório normalmente ocorre devido a microtraumatismos de repetição na fáscia.

Por conta disso, a pessoa sente uma dor intensa, principalmente na hora em que levanta ou após um longo período de repouso, já que jogamos todo o peso do corpo sobre os pés. A dor em forma de fisgada costuma diminuir depois de 10 minutos, mas pode retornar durante o dia.  

Como é uma condição bastante comum na população, o ideal é que você tenha uma rotina diária de alongamentos, a fim de evitar que o problema se instale. A ortopedista Natasha Vogel explica que, se os músculos da panturrilha estiverem encurtados, isso vai acabar limitando o ato de mover normalmente os tornozelos. 

“Quando a dor se instala, além de repouso (evitar colocar os pés no chão) e medicamentos para aliviar a dor, é recomendado que o indivíduo alongue os membros inferiores.” 

O período de recuperação é lento, por isso podem ser indicadas sessões de fisioterapia. Se você é praticante de corrida, é importante começar um trabalho de fortalecimento muscular da região, mas com o auxílio de um profissional de educação física. O uso de palmilhas adequadas também pode ajudar a diminuir o impacto. Isso vai fazer com que o risco de lesões diminua no futuro. 

Se você não tem o hábito de fazer exercícios, é um bom momento para começar a se mexer. 

 

Fascite ou esporão. Qual a diferença?

Muita gente confunde as duas patologias, mas elas são diferentes. Basicamente, enquanto a fascite plantar inflama o tecido fibroso (fascite), o esporão é um crescimento do osso que causa protuberância óssea no osso calcâneo. Como esse crescimento acontece próximo à fáscia, muitos confundem os dois problemas. A boa notícia é que essa saliência nem sempre gera dor:  apenas 50% das pessoas com a patologia têm esse sintoma. Alongar e praticar exercícios físicos, além de usar sapatos confortáveis, pode prevenir o surgimento do problema. 

Veja também: Cinco dicas para quem vai começar a correr

 

A dra. Natasha indicou alguns exercícios simples de alongamento que você pode fazer em casa a fim de prevenir dores no calcanhar. 

 

Exercícios em casa

  • Coloque uma bola de tênis embaixo do pé, bem no meio da curvatura, e realize movimentos para a frente e para trás, massageando a sola do pé. Se não tiver a bolinha, utilize uma garrafa de água gelada. Repita o processo em cada pé cinco vezes. 

  • Com o pé apoiado no chão (sem meia), deixe os dedos menores fazerem força contra o solo e depois eleve o dedão. Repita o processo em cada pé cinco vezes. 

  • Sente-se em uma cadeira e, utilizando bolinhas de gude, tente pegar uma de cada vez com os dedos dos pés e depois coloque-as dentro de um pote, sem deixá-las cair. Repita o processo em cada pé cinco vezes. 

Veja também: Como retomar as atividades físicas de forma segura

Veja mais