Luxação é o deslocamento repentino, parcial ou completo, das extremidades dos ossos que compõem uma articulação. Isso quer dizer que um osso se separa do outro e desaparecem os pontos de contato entre eles, o que pode provocar lesões nas estruturas próximas (ligamentos, vasos sanguíneos, etc.).

Luxação é diferente da fratura e da fissura, porque o osso sai do lugar, mas não se quebra nem racha. Ao contrário, permanece inteiro. No entanto, o fato de haver uma luxação, não exclui a possibilidade de também existir uma fratura naquele osso.

As articulações dos ombros, quadril, joelhos, cotovelos, punho e dedos das mãos são as mais atingidas por traumas capazes de provocar luxações.

Causas

Dependendo do local e da força do impacto provocado por quedas, encontrões, pancadas, por contração brusca da musculatura ou fraqueza muscular, a luxação pode ter consequências graves e provocar incapacidade permanente, especialmente para as pessoas sem preparo físico adequado e que não mantêm uma rotina persistente de exercícios.

Sintomas

Dor forte, alterações no formato da articulação, impossibilidade de movimento e, às vezes, inchaço e hematomas são os sintomas mais característicos.

Diagnóstico

Além da avaliação clínica, os exames de raios X são de fundamental importância para o diagnóstico das luxações.  Ressonância magnética e tomografia computadorizada podem ser úteis depois que o osso foi colocado na posição normal para verificar a ocorrência de danos nas estruturas próximas ao trauma.

Tratamento

Havendo suspeita de que ocorreu uma luxação, o procedimento é idêntico ao dos casos de fratura. A pessoa deve ser imobilizada numa posição confortável, que permita transportá-la com segurança para atendimento médico especializado.

A redução da articulação luxada deve ser feita em ambiente hospitalar, o mais rápido possível. Como se trata de um procedimento doloroso, o ideal é que seja realizado sob sedação ou anestesia geral. Dependendo da gravidade, pode ser necessário realizar uma cirurgia para colocar o osso no lugar.

Depois de um período de imobilização, o paciente deve fazer fisioterapia para que cada um dos componentes da articulação recupere suas funções.

Analgésicos e anti-inflamatórios podem ser úteis durante o tratamento para aliviar a dor e diminuir o inchaço. 

Recomendações

Saiba que as palavras luxação e contusão definem dois traumas diferentes.

A contusão é provocada por um forte impacto, que não causa danos aos ossos nem às articulações. Aplicar gelo no local alivia a dor e reduz o edema e o hematoma.

A luxação é bem mais grave. O osso se desloca da articulação. Nesse caso, a única coisa a fazer é chamar imediatamente de serviço de resgate (telefones 192 e 193) a fim de transportar o paciente para um local onde haja assistência médica especializada.  Em hipótese alguma, deve-se tentar reduzir a luxação, ou seja, tracionar o osso para colocá-lo no lugar ou colocar gelo sobre o ferimento.