ambulatorio is not a valid taxonomy for this post

Exame de fezes

Pote para coleta de exame de fezes.

O exame de fezes é um dos mais pedidos para detectar problemas no sistema digestivo. Veja aqui como coletar e armazenar o material para análise.

 

O exame de fezes é um dos mais pedidos para detectar problemas no sistema digestivo. Ele serve para diagnosticar possíveis infecções, verminoses e doenças no estômago, intestino e reto, por meio de análise laboratorial que identifica a presença de substâncias ou parasitas indesejados ou indicativos de enfermidades nas fezes.

Veja também: Colonoscopia

 

 

PARA QUE SERVE O EXAME DE FEZES

 

Existem muitos tipos de exames de fezes. Na maior parte das vezes, eles são solicitados para verificar a presença de sangue, gordura, bactérias, protozoários ou outros vermes. O exame de gordura nas fezes, por exemplo, serve para analisar se existe má absorção ou falhas na digestão, que podem ser sintoma de alguma doença do estômago ou intestino. Já a presença de sangue (que nem sempre é visível a olho nu) pode indicar problemas na região retal, como hemorroidas, fissura anal ou mesmo câncer colorretal.

 

QUANDO E QUEM DEVE FAZER O EXAME DE FEZES

 

Cada tipo de exame de fezes deve ser solicitado em uma situação específica, de acordo com a suspeita que se faz levando em conta os demais sintomas e queixas do paciente. O exame protoparasitológico de fezes, por exemplo, é solicitado para investigar a presença de parasitas, larvas e ovos que causam doenças como lombriga (ascaridíase), giardíase e esquistossomose. Já o exame de pesquisa de sangue oculto nas fezes é recomendado, entre outras situações, para rastrear casos de suspeita de tumores no cólon e reto.

 

QUAL É O PREPARO PARA O EXAME DE FEZES

 

As indicações podem variar de acordo com cada tipo de exame, mas a orientação geral é não utilizar laxantes para ajudar a evacuar. Espere ter vontade de ir ao banheiro para coletar a amostra. Caso seu problema seja justamente prisão de ventre, o médico irá orientá-lo sobre como proceder, além de, provavelmente, solicitar outros exames que ajudem a  investigar a causa.

Alguns medicamentos podem interferir no resultado do exame; portanto, avise o profissional de saúde que o orientou sobre o exame, caso faça uso regular de algum remédio.

No exame de pesquisa de sangue oculto nas fezes, as mulheres devem esperar 3 dias após a menstruação para colher o material, pois pode ocorrer contaminação com o sangue do período menstrual.

 

COMO É FEITO O EXAME DE FEZES

 

O paciente deve evacuar em um local limpo e que não tenha contato com água ou urina. Não use o vaso sanitário, e sim um recipiente ou superfície (como um bidê ou o próprio chão) forrada com folhas de papel ou plástico.

Utilize uma colher descartável ou a pazinha que vem junto com o pote para coletar um pouco do material. Pegue apenas a parte superficial, que não teve contato com outros materiais, nem mesmo com o papel usado para forrar. O mesmo vale quando a coleta é de material de bebês e crianças que utilizam fralda: não pegue porções que tocaram na fralda.

A quantidade varia de acordo com o exame e o laboratório. Na maioria dos casos a recomendação é o correspondente a aproximadamente uma colher de chá até duas colheres de sopa, mas sem ultrapassar a metade do recipiente. O ideal é consultar os profissionais de saúde que solicitaram o exame.

Alguns tipos de exame exigem a coleta de mais amostras em intervalos variados. Podem ser três amostras em dias seguidos ou com um dia de intervalo entre elas, por exemplo. Organize seus dias de forma a seguir o cronograma solicitado.

 

CUIDADOS APÓS O EXAME DE FEZES

 

Os cuidados no armazenamento são tão importantes quanto a coleta correta, e variam muito de acordo com cada tipo de exame.

Em alguns casos, a amostra tem de ser levada ao laboratório em algumas horas após a coleta e não pode ser colocada na geladeira. Em outros, você poderá guardá-la na geladeira até o encaminhamento. Nesses casos, embrulhe o pote com papel ou plástico, identifique-o com uma fita adesiva e guarde-o em algum local menos utilizado da geladeira (não no congelador).

Fique atento porque o tempo que você pode manter a amostra guardada na geladeira também varia muito. Em alguns casos você pode ter que coletar três amostras, guardá-las e levá-las todas de uma vez ao laboratório. Em outros, é preciso que cada amostra seja armazenada por no máximo 24 horas, então não é possível guardar todas para levá-las juntas. Consulte o profissional de saúde que requisitou ou orientou o exame para saber qual é o seu caso.

 

TEM NO SUS?

 

Sim, o exame está disponível no sistema público e pode ser solicitado pelo médico.

Sobre o autor: Rafael Machado

Rafael Machado é jornalista e repórter do Portal Drauzio Varella. Tem interesse nas editorias de saúde pública e direitos humanos.