O prurido anal (coceira no ânus) gera desconforto e pode ser indicativo de outros problemas que podem necessitar de assistência médica.

 

A coceira no ânus pode ser contínua ou ocorrer somente com a evacuação. Entre as várias causas possíveis para o aparecimento da coceira anal, destacam-se:

  • Fezes endurecidas associadas à obstipação crônica;
  • Higiene anal inadequada facilita o acúmulo de resíduos fecais causadores de irritação e coceira e/ou higiene anal frequente com papel higiênico;
  • Intolerância a determinados alimentos;
  • Infestação por vermes.

 

Recomendações

 

  • Procure combater as causas da diarreia. Enquanto a desordem persistir, não se descuide da higiene anal sempre que evacuar;
  • Se o problema é a prisão de ventre tome bastante líquido e ingira alimentos ricos em fibras e pobres em gordura animal. Eles ajudam a diminuir a consistência das fezes. Aumente a atividade física e procure estimular o funcionamento intestinal sempre no mesmo horário;
  • Faça uma higiene cuidadosa com água e sabão toda vez que evacuar e evite usar papel higiênico. Caso seja obrigado a fazê-lo, umedeça-o antes;
  • Não aplique produtos com álcool ou corantes e perfume na região anal, pois podem provocar irritação;
  • Prefira roupas íntimas de algodão às de tecido sintético; elas ajudam a manter o local bem ventilado e convenientemente seco;
  • Se você permanece sentado por muito tempo sobre assentos rígidos, adapte uma almofada de tecido natural sobre eles;
  • Teste outro sabão na lavagem das roupas e na higiene da região anal, se os sintomas persistem;
  • Fique atento: alimentos ácidos, exageradamente condimentados e chocolates podem contribuir para a ocorrência do prurido anal.

 

Veja também: Verminoses

 

Advertência

 

Procure assitência médica, se o prurido anal:

  • Persistir por mais de duas semanas a despeito dos cuidados adotados;
  • For acompanhado de sangramento e/ou dor;
  • Não estiver associado à diarreia, obstipação, falta de higiene local ou dieta alimentar.