Muitas vezes baseamos nossa dieta no número de calorias sem saber o que esse termo significa. Veja um panorama geral com algumas dúvidas sobre calorias.

 

Calorias são a unidade de medida padrão para termos uma referência de quanta energia um determinado alimento fornece ao nosso organismo. Porém, esse número não é suficiente para basearmos nossa dieta. Convidamos a nutricionista Lilian Cardia para dar um panorama geral sobre o termo.

 

O que são calorias?

Calorias são unidades de medida de calor. Na nutrição, ela é utilizada para quantificar a energia que um alimento oferece para o organismo e a quantidade de energia de que o indivíduo necessita diariamente.

Ao digerir os alimentos, nosso corpo metaboliza os nutrientes que serão transformados em energia para serem utilizados pelo nosso corpo. Ou seja, os alimentos são a fonte de combustível para o corpo humano.

 

Como se calcula o número de calorias de um alimento?

Para calcular o valor calórico dos alimentos é preciso saber a composição dos macronutrientes, que são carboidratos, proteínas e gorduras. Nos alimentos embalados, existe uma informação nutricional que é a quantidade de cada um deles naquele produto.

Precisamos fazer uma conta: multiplicar a quantidade — em gramas — de carboidratos e proteínas por quatro e a quantidade — também em gramas — de gordura por nove. A somatória desses valores é o valor total de calorias daquele alimento.

Mas na informação nutricional já não tem a quantidade de calorias do alimento? Por que é importante saber o total de calorias para cada nutriente? Porque se não conseguirmos identificar a proporção de nutrientes, podemos consumir um alimento com proporção muito alta de gordura, por exemplo. O ideal seria, mais ou menos, 50% de carboidratos, 20% de proteínas e 30% de gorduras.

 

Veja também: Como montar um prato ideal

 

Ou seja, se não prestarmos atenção à proporção nutricional do alimento, podemos consumir uma quantidade considerada saudável de calorias, mas muito maior de um determinado nutriente. Por exemplo, 80% de gorduras e 10% de carboidratos e proteínas, que é uma proporção totalmente inadequada.

 

Como saber a quantidade mínima de energia que meu corpo precisa diariamente?

Para sabermos o valor total de calorias de que precisamos por dia é preciso realizar um teste que se chama calorimetria indireta, ou fazer contas a partir de equações específicas para isso.

O teste controla a quantidade de oxigênio que a gente inspira e a quantidade de gás carbônico que a gente produz. A partir desse número, conseguimos identificar qual o gasto energético que temos para mantermos nossas funções basais, que são as funções mínimas para sobrevivência em repouso (batimento cardíaco, respiração etc.).

Se calcularmos apenas por equações, os erros podem ocorrer com mais frequência, pois elas não são específicas para a população brasileira e muitas vezes superestimam ou subestimam o valor energético para esse gasto basal.

Quando chegamos a esse número, só identificamos, na verdade, 70% do nosso gasto diário. Os outros 30% são divididos entre o efeito termogênico (gasto que temos com digestão e transporte de nutrientes), exercícios físicos ou atividades físicas cotidianas.

 

Por que somente contar calorias não é o ideal para quem quer emagrecer?

Porque seria uma maneira muito simplista de explicar a diferença entre o consumo e o gasto de energia. Existe uma série de variáveis entre as pessoas: as questões genéticas, ambientais, emocionais envolvidas com o consumo alimentar. A alimentação envolve muitos outros fatores, não somente o valor calórico dos alimentos.

 

Assista abaixo ao vídeo completo.

Este conteúdo faz parte de uma parceria entre o Portal Drauzio Varella e o Grupo DPSP.