Corpo Humano

Purinas

Purinas

Presentes em alimentos como carne vermelha e feijão, as purinas são componentes fundamentais do DNA e do RNA.

 

Purinas (adenina (A) e guanina (G)) são  constituídas por carbono, hidrogênio, nitrogênio e, por vezes, oxigênio. Juntamente  com as pirimidinas (citosina (C) e timina (T)) formam as “bases nitrogenadas”, componentes fundamentais do DNA e do RNA. Estão presentes em certos alimentos como carne vermelha, frutos do mar, peixes, certos grãos como ervilha, lentilha e feijão, em bebidas alcoólicas, principalmente cerveja, e também em nosso organismo.

 

Veja também: Cor da urina pode indicar doenças renais

 

Além de constituírem o material genético, as purinas são responsáveis pela coloração da urina, pela vasodilatação no controle cardíaco e são componentes de várias moléculas importantes para o metabolismo do organismo, como a de ATP (molécula que fornece energia para as reações celulares).

Em certas reações metabólicas, a purina é degradada para fornecer nitrogênio na forma de ácido úrico, que pode ser excretado na urina. Em altas concentrações, o ácido úrico pode causar problemas como formação de cristais que se depositam em articulações. Por esse motivo, recomenda-se uma dieta com concentrações moderadas de purina.

Sobre o autor: Luiz Fujita Jr

Luiz Fujita Jr é jornalista, editor do Portal Drauzio Varella e criador do podcast Entrementes, sobre saúde mental. @luizfujitajr