Atividade Física

Nunca é tarde para começar a praticar exercícios físicos

Ai, que preguiça | Artigo

A prática habitual de exercícios físicos é benéfica para o coração, mesmo quando iniciada após os 40 anos.

 

Estudo publicado pela Sociedade Europeia de Cardiologia em maio deste ano concluiu que exercícios físicos relativamente intensos trazem benefícios para o coração, independentemente da idade em que se começa a praticá-los. Os benefícios foram evidentes e comparáveis com os alcançados por quem começou a treinar antes dos 30 anos.

O estudo foi realizado na França com 40 homens saudáveis (sem riscos de desenvolver doenças cardiovasculares), com idade entre 55 e 70 anos, que foram divididos em grupos de acordo com o nível de exercícios que realizavam e a idade com que começaram a praticá-los. Todos praticavam corrida ou ciclismo.

Metade dos homens começou a prática de exercícios antes dos 30 anos; a outra metade, depois dos 40. Os homens passaram por vários exames, como medição da frequência cardíaca e da pressão arterial, ecocardiograma e testes durante os exercícios. A atividade física também trouxeram benefícios para densidade óssea, massa muscular e saúde das células.

Mesmo considerando as mudanças biológicas que ocorrem com a idade, o coração, segundo os pesquisadores, é capaz de melhorar sua função quando se começa a praticar exercícios após os 40 anos. Isso significa que nunca é tarde demais para começar a ser fisicamente ativo.

Apesar disso, as pessoas com risco ou sintomas de doenças cardíacas como dor no peito, falta de ar, palpitação ou histórico familiar de doenças cardíacas devem consultar um médico antes de começar um programa de exercícios.

Todos devem iniciar a prática de exercícios devagar e com cautela, prestando atenção aos sinais do corpo para não se machucar.

Sobre o autor: Mariana Varella

Mariana Varella é editora do Portal Drauzio Varella. Formada em Ciências Sociais pela USP, atua na área de jornalismo de saúde, com foco em saúde da mulher. @marivarella