Vídeos

Como fica a bexiga no pós-parto? | Animação #31



A gravidez é uma das condições que podem ocasionar ou agravar a incontinência urinária. Saiba como evitar o problema no pós-parto.

 

As disfunções do assoalho pélvico são muito comuns em mulheres e estão associadas à idade, menopausa, doenças crônicas e gravidez. Nesta última, a pressão sobre o assoalho aumenta devido ao crescimento do útero, ganho de peso e desenvolvimento do feto, o que pode tornar a região mais flácida e incapaz de conter o xixi.

Os escapes de urina nesse período tendem a desaparecer naturalmente em até seis meses após o parto, mas já existem exercícios fisioterapêuticos e absorventes específicos para amenizar a situação. Caso a incontinência urinária permaneça por mais tempo, o melhor a fazer é procurar um médico.

Conteúdo desenvolvido em parceria com a marca TENA: https://www.tena.com.br

Veja também: Como a incontinência urinária funciona? | Animações #18