Toxicologia

O que fazer em caso de ingestão de soda cáustica



 

Em caso de ingestão de soda cáustica, não se deve provocar o vômito, pois a substância causaria mais lesões ao passar novamente pelas mucosas. Veja como proceder.

 

A intoxicação por soda cáustica é gravíssima e é um acidente que pode acontecer em casa, pois trata-se de um produto de limpeza comum. Segundo o toxicologista Anthony Wong, diretor do Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), “a soda cáustica é um dos produtos mais corrosivos que existem. Nas residências, ele é utilizado como desentupidor de pia e é extremamente eficaz como bactericida. Ele causa uma queimadura química, não de calor, que pode afetar a mucosa da boca, a garganta e o esôfago”, esclarece.

Segundo o médico, quando a substância é ingerida, os efeitos são instantâneos. “Na hora, o indivíduo sente uma ardência, uma sensação de perfuração e certa dificuldade para engolir. Na realidade, como o produto tem sabor ácido, o indivíduo pode cuspir automaticamente. Para se ter uma ideia, uma concentração de soda cáustica de 2,5% já é letal.”

É importante destacar que, em caso de ingestão acidental, a pessoa não deve provocar vômitos, para evitar que a substância passe mais uma vez pela mucosa e cause mais lesões. Ela também não deve beber água, já que o líquido aumenta a superfície de contato do produto agressor com os tecidos. “É preciso ir imediatamente para o hospital para o médico avaliar a extensão do dano. Dependendo do caso, será necessário realizar um exame clínico e uma limpeza local”, finaliza Wong.

Sobre o autor: Juliana Conte

Juliana Conte é jornalista, repórter do Portal Drauzio Varella desde 2012. Interessa-se por questões relacionadas a manejo de dores, atividade física e alimentação saudável.