É no esôfago que alimentos sólidos, pastosos e líquidos chegam ao estômago, impulsionados por movimentos peristálticos involuntários e automáticos, controlados pelo sistema nervoso autônomo. 

 

O esôfago é um órgão tubular oco, com aproximadamente 25 cm de comprimento, que faz parte do aparelho digestório. Ele começa no pescoço como continuação da faringe, na altura da sexta vértebra cervical, e desce atrás do esterno e na frente da coluna vertebral, até alcançar o estômago, depois de atravessar o hiato esofágico do diafragma.

É através dele que alimentos sólidos, pastosos e líquidos chegam ao estômago, impulsionados por movimentos peristálticos involuntários e automáticos, controlados pelo sistema nervoso autônomo, que promovem o avanço de seu conteúdo.

A parede do esôfago é formada por quatro diferentes camadas:

 

  • Camada mucosa: tecido que reveste o interior do esôfago;
  • Camada submucosa: formada por tecido conjuntivo, contém vasos sanguíneos, nervos e glândulas que produzem muco;
  • Camada muscular: constituída por músculos longitudinais e circulares;
  • Camada adventícia: a mais externa, também formada por tecido conjuntivo.

Nas extremidades superior e inferior do órgão, existe uma espécie de válvula – os esfíncteres esofágicos superior e inferior – que abre e fecha a fim de permitir ou interromper a passagem do bolo alimentar no seu percurso pelo sistema.