Podcasts

DrauzioCast #38 | Gota



Problema é causada pelo acúmulo de ácido úrico e afeta principalmente homens adultos. Saiba mais neste podcast sobre gota.

 

 

 

O ácido úrico está entre as substâncias naturalmente produzidas pelo organismo, como resultado da quebra das moléculas de uma proteína chamada purina, contida numa porção de alimentos.

Depois de utilizadas, essas purinas dos alimentos são degradadas e transformadas em ácido úrico. Uma parte dele fica no sangue e o restante é eliminado pelos rins.

Os níveis de ácido úrico no sangue podem subir, porque a produção aumentou muito ou porque estamos eliminando pouco pela urina, ou [ainda] por interferência do uso de certos medicamentos.

Quando os níveis de ácido úrico ficam muito altos, há a formação de pequenos cristais de urato de sódio — semelhantes a umas agulhinhas —, que se depositam em vários locais do corpo — de preferência nas articulações, mas também nos rins, sob a pele ou em qualquer outra região do corpo.

Nos rins, esses cristais são responsáveis pela formação de cálculos renais. O depósito desses cristais de urato nas articulações provoca surtos dolorosos de artrite aguda, geralmente nos membros inferiores, mas pode haver o comprometimento de qualquer articulação.

Nem todas as pessoas que têm ácido úrico alto vão desenvolver gota, esse tipo de artrite que tem um caráter genético, hereditário e que acomete mais os homens adultos.

Veja também: Gota exige exames e acompanhamento médico contínuo

Na maioria dos casos de gota o primeiro sintoma é inchaço e vermelhidão no dedão do pé, acompanhado de dor muito forte. Muitas vezes a pessoa acorda de noite, com uma dor muito forte no dedão do pé, e isso é a primeira manifestação da gota. Depois de alguns dias, a crise regride, mas, sem tratamento, uma nova crise pode surgir e comprometer as mesmas ou outras articulações.

Não há cura definitiva para a gota. Geralmente são indicados uma dieta pouco calórica e medicamentos para diminuir a taxa de ácido úrico no sangue. Durante as crises de gota devem ser evitados alimentos e bebidas ricos em purina, como a cerveja; carne vermelha; frutos do mar; e miúdos, de um modo geral. O consumo de leite e derivados melhora a eliminação do ácido úrico.

Felizmente, já existem remédios que inibem a produção de ácido úrico, e outros que aumentam a excreção — a filtração do ácido úrico e eliminação pela urina; algumas pessoas precisam até tomar os dois, porque tem excesso de produção.

E vamos deixar claro que essas descamações que aparecem na palma da mão e na planta do pé não têm nada a ver com ácido úrico aumentado, ao contrário do que imagina o conhecimento popular.

Sobre o autor: Drauzio Varella

Drauzio Varella é médico cancerologista e escritor. Foi um dos pioneiros no tratamento da aids no Brasil. Entre seus livros de maior sucesso estão Estação Carandiru, Por um Fio e O Médico Doente.