Coronavírus

Por que mesmo após a segunda dose da vacina tenho que usar máscara?

Entenda porque é importante continuar se protegendo e usando máscara mesmo depois da imunização completa.

Entenda porque é importante continuar se protegendo e usando máscara mesmo depois da imunização completa.

 

Mesmo após a vacinação – independentemente do imunizante utilizado – será preciso ter um pouco mais de paciência antes de abandonar o uso da máscara. Essa regra também independe de você já ter tido covid-19 ou não. 

Primeiro, é necessário esperar — pelo menos 15 dias — para que a vacina atinja a eficácia esperada. Isso porque o mecanismo de funcionamento de uma vacina consiste na introdução de uma partícula chamada de antígeno, que induz uma resposta imunológica no organismo.

O antígeno faz com que o corpo seja capaz de reconhecer o vírus e produzir anticorpos. Caso o organismo entre em contato com o vírus no futuro, já terá a memória para combatê-lo e conseguirá enfrentá-lo de maneira eficiente. 

Ainda assim, lembre que nenhuma vacina é 100% eficaz e mesmo imunizado você pode contrair o vírus. A diferença é que, com a vacina, os riscos de complicações, internações e óbito sofrem redução drástica. 

A recomendação médica é continuar evitando locais com aglomeração. Os infectologistas estimam que poderemos abandonar de vez as máscaras quando 80% da população acima de 18 anos estiver vacinada – com as duas doses, não custa frisar. Até o começo de julho de 2021, apenas 12% da população está totalmente imunizada. 

Veja também: Revolução das Vacinas | Websérie completa

 

Mas por que em outros países já não é necessário o uso de máscara?

Você tem a impressão de que a vida de todo mundo voltou ao normal, exceto aqui no Brasil? A resposta é simples. Países como França, Nova Zelândia, Austrália, Espanha e China não precisam mais utilizar máscaras em ambientes fechados porque a circulação do vírus diminuiu com a vacinação em massa,  assim como o número de casos. 

No entanto, há cientistas e médicos que discordam dessa orientação, por julgarem ser cedo para as pessoas deixarem a máscara de lado, inclusive nesses países, já que há o risco de surgirem novas variantes e ainda há muitas pessoas não vacinadas.

Assim, mesmo que você tenha esteja vacinado, continue seguindo as medidas de prevenção recomendadas: use máscara, mantenha distância das outras pessoas e evite locais com aglomeração e mal ventilados.

Veja também: Variantes, vacinas e o fim da epidemia | Comentando Comentários

Sobre o autor: Juliana Conte

Juliana Conte é jornalista, repórter do Portal Drauzio Varella desde 2012. Interessa-se por questões relacionadas a manejo de dores, atividade física e alimentação saudável.

Leia mais