Alimentação

Veja como preparar soro caseiro em caso de diarreia

Copo de água e mão segurando colher de açúcar ao fundo.

Quando prolongada por muito tempo, evacuação excessiva pode provocar desidratação. Saiba como preparar o soro caseiro em caso de diarreia.

 

Muita gente não sabe, mas a diarreia é a segunda maior causa de morte de crianças no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A cada dia, 15 crianças morrem vítimas desse quadro no Brasil.

O que caracteriza a diarreia são o número excessivo de evacuações e a mudança de consistência das fezes. Ir ao banheiro muitas vezes e apresentar  fezes muito amolecidas ou praticamente líquidas são sinais do problema.

 

Veja também: Grande parte das intoxicações alimentares ocorre por ingestão de alimentos mal armazenados em casa. Saiba como refrigerar alimentos corretamente

 

O principal risco é a desidratação. Para evitá-la, o paciente deve ingerir de 2 a 3 litros de líquidos por dia.

Atenção: se os sintomas persistirem por mais de 2 dias, houver sangue nas fezes ou outro sintoma (como febre, por exemplo), procure orientação médica.

 

Modo de preparo do soro caseiro

 

Em 1 litro de água mineral, filtrada ou fervida (mas já fria), misture 1 colher de sopa de açúcar (20 g) e 1 colher de café de sal (3,5 g). Mexa bem e ofereça ao doente em colheradas ao longo do dia.

Você também pode verificar se a Unidade Básica de Saúde (UBS) próximo de sua casa fornece uma colher-padrão para preparação de soro caseiro. Essa colher tem 2 lados, um grande e um pequeno. Para preparar o soro, basta adicionar a 200 mL de água (1 copo americano) 2 medidas do lado grande de açúcar e 1 medida do lado pequeno de sal.

 

Orientações em caso de diarreia

 

  • Tome bastante líquido (cerca de 2 a 3 litros por dia). Dê preferência ao soro caseiro ou a bebidas que contenham sódio e potássio, como água de coco. É importante ingerir de 50 a 100 mL (meio copo americano) de líquido depois de cada ida ao banheiro.
  • Atenção: pessoas com pressão alta, doenças renais ou cardíacas, glaucoma, entre outras, não podem ingerir sódio em grandes quantidades. Se você tem alguma doença crônica e apresentar diarreia, consulte seu médico;
  • Caso o paciente ainda seja lactente, mantenha o aleitamento materno. Pessoas de outras faixas etárias devem manter a alimentação, mas evitar alimentos gordurosos e com resíduos, como bagaço de frutas e salada. Veja aqui os alimentos indicados e os que devem ser evitados;
  • Lave bem as mãos depois de usar o banheiro e antes das refeições;
  • Preste atenção às crianças, idosos e pessoas com doenças crônicas, pois eles desidratam mais depressa, às vezes em um só dia.

Sobre o autor: Juliana Conte

Juliana Conte é jornalista, repórter do Portal Drauzio Varella desde 2012. Interessa-se por questões relacionadas a manejo de dores, atividade física e alimentação saudável.

Leia mais