Por que ainda se fala sobre tratamento precoce para covid-19? | Coronavírus

Nem cloroquina, nem ivermectina: a ciência mostra que até o momento não existe tratamento precoce contra a covid-19, mas o debate virou político.

Drauzio Varella

Drauzio Varella é médico cancerologista e escritor. Foi um dos pioneiros no tratamento da aids no Brasil. Entre seus livros de maior sucesso estão Estação Carandiru, Por um Fio e O Médico Doente.

Compartilhar

Nem cloroquina, nem ivermectina: a ciência mostra que até o momento não existe tratamento precoce contra a covid-19, mas o debate virou político.

 

Diferentemente de Estados Unidos e países europeus, o Brasil continua insistindo em medicamentos sem eficácia comprovada na prevenção da covid-19. Apesar de todos desejarem um tratamento precoce para acabar de vez com a doença, já está provado que a cloroquina e a ivermectina não têm ação contra o vírus. A informação foi confirmada, inclusive, pelo próprio laboratório que fabrica esses medicamentos. Assista ao vídeo do dr. Drauzio Varella sobre o assunto e fique atento à politização do tema.

Veja também: Cloroquina contra covid é a nova fosfo? | Recorte #03

Veja mais