Sexualidade

Saúde sem Tabu #11 | Sexualidade depois dos 60 anos



No que diz respeito à sexualidade depois dos 60 anos, a ginecologista Fátima Oladejo destaca a importância do autoconhecimento, do cuidado com a saúde mental e de um estilo de vida saudável.

 

 

 

O brasileiro está vivendo cada vez mais e com maior qualidade de vida. Apesar de ainda existir muito preconceito sobre o assunto, o sexo após os 60 anos existe e deve ser estimulada, adaptando-se e contornando as mudanças no corpo que acompanham o envelhecimento.

Neste episódio do Saúde sem Tabu, a ginecologista Fátima Oladejo explica como os preconceitos da sociedade atrapalham a sexualidade nessa fase e dá dicas de como manter-se sexualmente ativo depois dos 60.

Ouça também no YouTube:

Conteúdo desenvolvido em parceria com a TENA Brasil: https://www.tena.com.br/

Veja também: Vida sexual após os 60 anos | Roda de Conversa #5

Sobre o autor: Mariana Varella

Mariana Varella é editora-chefe do Portal Drauzio Varella. Jornalista de saúde, é formada em Ciências Sociais e pós-graduanda na Faculdade de Saúde Pública da USP. Interessa-se por saúde pública e saúde da mulher. @marivarella

Leia mais