Saúde psíquica de crianças e adolescentes exige proximidade de pais, cuidadores e profissionais que lidam com essas faixas etárias.

 

Pais, cuidadores, educadores e outros profissionais que lidam com crianças e adolescentes ficam aflitos com a possibilidade de faixas etárias jovens apresentarem algum transtorno mental. Uma outra forma de trabalhar o assunto é não somente dar ênfase aos transtornos, mas em como se desenvolve a saúde mental de maneira geral. Convidamos novamente a psicanalista Cristiane Geraldo Folino, membro do Departamento Científico de Saúde Mental da Sociedade de Pediatria de São Paulo, para falar sobre o psiquismo de crianças e jovens e como os responsáveis devem se manter próximos para um crescimento saudável.