Pediatria

Passo a passo do banho do bebê

Bebê em banheira azul enquanto mãe o segura dando banho.

O banho do bebê é um dos primeiros desafios após o nascimento. Aprenda a posição correta para segurá-lo e dicas sobre os produtos utilizados.

 

segura_baby_2

Figura 1: Passe o braço pelas costas do bebê e prenda-o embaixo do braço do bebê, apoiando a cabeça dele em seu antebraço.

Para as mães e pais de primeira viagem, um dos maiores desafios surge na hora do banho do bebê. Não é para menos. Eles, que já são delicados quando estão secos, parecem ficar ainda mais frágeis e escorregadios quando estão molhados e ensaboados. Mas, apesar do receio natural, dar banho nos bebês não é um bicho de sete cabeças.

A pediatra Leda Amar de Aquino, membro do Departamento Científico de Pediatria Ambulatorial da Sociedade Brasileira de Pediatria, explica como manusear a criança e, claro, alguns cuidados especiais para limpar o corpo do bebê, já que eles possuem a pele mais delicada e fina que a de um adulto.

 

1) “O ideal é que a banheira fique em uma altura confortável para quem for banhar o bebê. O adulto deve segurar a criança de maneira que ela fique confortável e, principalmente, segura para não escorregar, sem  exagerar na força. A melhor forma é passar o braço esquerdo pelas costas do bebê e prender a mão embaixo do seu bracinho esquerdo, apoiando a cabeça dele em seu antebraço (figura 1)”, explica.

 

segura baby

Figura 2: Apoie as nádegas e a as coxas do bebê com uma mão e o pescoço e as costas com a outra. Coloque-o devagar na água e só solte quando ele já estiver se sentindo seguro na banheira.

2) Apoie as nádegas e a as coxas do bebê na mão direita (inverta as mãos se você for canhoto), coloque-o devagar na água e só o solte quando ele já estiver se sentindo seguro na banheira (figura 2). Enxágue a parte da frente do bebê com a mão direita e deixe as costas dele apoiadas no seu braço esquerdo.

 

3) Comece o banho do bebê lavando o rosto. Se houver muco seco acumulado nos cantos das narinas ou dos olhos, umedeça  a região várias vezes até a secreção amolecer e só então a retire. Em seguida, lave as demais partes do corpo, deixando os cabelos, que precisam ser levemente esfregados, por último. Escolha um shampoo especial para os pequenos, pois esses  não provocam ardência nos olhos, caso caia no rosto.

 

4) A região genital, que é porta de entrada para várias doenças, deve receber cuidados redobrados em relação às outras partes do corpo. “Nas meninas, deve-se lavar os grandes e pequenos lábios, a região perianal (parte debaixo da vulva e que se estende até o ânus) e todas as ‘dobras’ com água e sabonete.

iStock_000016303647XSmall

Figura 3: Gire o bebê de modo que seu braço passe a apoiar o peito e o rosto da criança. Nessa posição, a mão vai ficar presa embaixo do braço dela.

 

Veja também: Vídeo com dicas de como dar banho em bebês

 

Os meninos de até quatro meses podem apresentar fimose fisiológica (que desaparece naturalmente), ou seja, não conseguem expor a glande, sendo necessário lavar o prepúcio sem forçar o descolamento da glande. Não deixe de lavar a região escrotal, a perianal (entre o saco escrotal e o ânus), bem como as dobras”, alerta Leda.

 

5) Quando terminar de banhar a parte da frente, vire-o de bruços. “Use a mão direita para girar o bebê de modo que o seu braço esquerdo passe a apoiar o peito e o rosto da criança. Nessa posição, a mão esquerda vai ficar presa embaixo do bracinho direito dele”, orienta a pediatra. Aí é só enxaguar a criança (figura 3).

 

pH do sabonete dos bebês

 

Saber a posição correta para dar banho no bebê é uma das etapas mais importantes no processo de higiene dos bebês, mas não é o único conhecimento necessário. Como o pH (medida do nível de acidez) da pele infantil é menos ácido, aproximadamente 7, eles estão mais propensos a sofrer infecções. Assim, recomenda-se o uso de sabonetes líquidos com pH abaixo de 6. “A temperatura da água também é importante. Os bebês devem tomar banho com água corrente em temperatura próxima à do corpo (de 34°C a 36°C). No mercado, há termômetros especiais para medir a temperatura da água”, orienta Leda.

Sobre o autor: Tainah Medeiros

Tainah Medeiros é jornalista com foco em saúde, atuou como repórter de 2011 a 2016 no Portal Drauzio Varella. Hoje, é a responsável pelas Redes Sociais do dr. Draw. <três