Higiene local é a melhor maneira de prevenir a fimose e evitar as postites (infecção ou inflamação do prepúcio).

 

Fimose é a dificuldade ou até impossibilidade de expor a glande (ou cabeça do pênis) porque o prepúcio (prega de pele que envolve a glande) estreita a passagem. Nos primeiros meses de vida, existe uma aderência natural do prepúcio à glande. Porém, até os três anos, essa aderência desaparece na grande maioria dos meninos.

 

Veja também: Higiene íntima masculina requer cuidados que muitos não têm

 

Causas

 

As principais causas da fimose são assaduras e cicatrizes que retraem a pele, deixando o anel do prepúcio mais estreito. Falta de higiene peniana adequada pode ser responsável pela incidência de inflamações ou infecções que estreitam a abertura do prepúcio.

 

Prevenção

 

Higiene local é a melhor maneira de prevenir a fimose e evitar as postites (infecção ou inflamação do prepúcio).

Exercícios ou massagens para arregaçar o prepúcio devem ser evitados, pois além de causar dor, podem provocar sangramentos e, como consequência, a formação de cicatrizes que reduzem o orifício por onde deveria passar a glande.

 

Tratamento

 

Não ocorrendo naturalmente o descolamento do prepúcio na primeira infância, o tratamento da fimose é cirúrgico e visa a facilitar a higiene do pênis, diminuir o risco de balanopostites (infecções do prepúcio e da glande), corrigir a parafimose (estrangulamento da glande pelo prepúcio) e  permitir relações sexuais mais confortáveis na vida adulta.

O procedimento cirúrgico (postectomia ou circuncisão) consiste na retirada do prepúcio. O ideal é que ele seja realizado entre sete e dez anos. A criança sai no mesmo dia do hospital e, em cerca de quatro dias, pode retomar as atividades normais. Os exercícios físicos, porém, devem ser evitados durante três semanas aproximadamente.

 

Recomendações caso seu filho tenha fimose

 

  • Não force a pele da glande, nem faça massagens para aumentar a abertura do prepúcio. Isso pode provocar microtraumatismos e, posteriormente, cicatrizes que reduzem o diâmetro do anel prepucial;
  • Procure realizar a higiene do pênis com atenção e cuidado;
  • Trate as assaduras que por ventura ocorram na glande e no prepúcio para evitar infecções e cicatrizes;
  • Leve seu filho ao médico, ao primeiro sinal de inflamação ou infecção na cabeça do pênis e/ou na pele que a recobre;
  • Não adie a realização da cirurgia de fimose. Aceite-a com naturalidade e procure tranquilizar seu filho caso ela lhe seja indicada.