É preciso cuidado com as hastes flexíveis (cotonetes): elas devem ser usadas apenas para limpar e secar a orelha externa.

 

Quase todo mundo já ouviu dizer que não devemos colocar nada dentro da orelha. No entanto, insistimos no uso das hastes flexíveis, também chamadas de cotonetes.

É preciso cuidado com as hastes flexíveis. Elas devem ser utilizadas apenas para limpar e secar a parte externa da orelha, nunca introduzidas no ouvido. Seu uso incorreto  é responsável por problemas como trauma no canal auditivo, infecções, ruptura do tímpano e perda de audição.

 

Veja também: Orelha interna

 

Produzida peças glândulas ceruminosas, localizadas na parte mais externa do canal auditivo, o cerume (cera) tem função antifúngica e antibacteriana que protege a região. Além disso, evita que o excesso de água entre no ouvido e ajuda a lubrificá-lo.

A cera não deve ser removida, pois em geral é produzida e expelida naturalmente.  O excesso de cera é raro e, nesse caso, apenas um médico pode removê-lo.

Se você sentir dor de ouvido, sensação de ouvido entupido ou perda de audição, procure um otorrinolaringologista, o médico especialista em ouvido, nariz e garganta. Há várias causas para os sintomas, e você pode associá-los erroneamente ao excesso de produção de cera.

 

Evite

 

  • Inserir hastes flexíveis dentro do ouvido. Elas servem apenas para secar a orelha externa;
  • Colocar corpos estranhos dentro do ouvido, como água oxigenada ou cera de vela. Além de inúteis, essas substâncias e objetos podem ferir o ouvido;
  • Usar objetos para coçar o ouvido, pois eles podem causar traumas graves.