Imunologia

Viajantes internacionais devem atualizar vacinas e retirar o CIVP



Passageiros devem ter em mãos e atualizado um documento chamado CIVP, que comprova a vacinação contra febre amarela e outras doenças. Veja como solicitar.

 

Em qualquer ocasião em que esteja planejando embarcar para fora do país, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) lembra que, dependendo do destino, é necessário tomar algumas vacinas que não fazem parte do calendário nacional. Portanto, para evitar transtornos em sua viagem, verifique se suas imunizações estão em dia. Sem o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP) — documento que comprova fora do país a situação vacinal – atualizado e em mãos, o passageiro não consegue embarcar para alguns países. Veja abaixo como tirar o certificado.

 

Como tirar o CIVP?

 

No site da Anvisa é possível verificar todas as informações sobre o certificado e consultar as vacinas exigidas em cada país. De maneira geral, a principal vacina recomendada pelo órgão a da febre amarela, já que a imunização é exigida por mais de 100 países. Ela é obrigatória tanto para viajantes que têm como destino áreas de risco para a transmissão da doença como para os que estarão nesses locais apenas de passagem.

Se o destino de sua viagem está na lista de risco para febre amarela, a vacina deve ser tomada no mínimo 10 dias antes da partida. A imunização dura 10 anos e deve ser renovada até o final desse período.

 

Veja também: Como funcionam os núcleos de medicina que orientam viajantes

 

Após tomar as vacinas requeridas, é necessário realizar um pré-cadastro no CIVNET, conforme orientações da agência. Posteriormente, o CIVP deverá ser retirado em uma das unidades emissoras cadastradas pela Anvisa e por postos públicos e privados credenciados pela entidade.

Os viajantes devem levar o comprovante de vacinação e um documento de identificação com foto. No caso dos menores de idade, o documento necessário é a certidão de nascimento. O viajante sai com a documentação no mesmo dia.

Para mais informações, ligue para a Anvisa no 0800-642-9782, entre 7h30 e 19h30, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados.

 

Isenção da vacinação

 

Em alguns casos, como para quem tem alergia a componentes da vacina, a vacinação ou a profilaxia pode ser contra-indicada. Nessas situações, o viajante deve emitir o Certificado de Isenção de Vacinação e Profilaxia.

A emissão deste certificado ou atestado tem que ser feito por um médico ou nas mesmas unidades emissoras onde se retira o CIVP. No atestado deverá conter o endereço completo, o telefone do consultório, o Certificado de Registro Médico (CRM), assinatura e carimbo do médico responsável. Você pode baixar aqui um modelo de certificado  de isenção de vacinação, disponibilizado pelo consulado da África do Sul no Brasil.

Para mais informações, a agência tem também um guia de bolso para a saúde dos viajantes. Vale a pena ler, especialmente se for sua primeira viagem internacional.

Sobre o autor: Tainah Medeiros

Tainah Medeiros é jornalista com foco em saúde, atuou como repórter de 2011 a 2016 no Portal Drauzio Varella. Hoje, é a responsável pelas Redes Sociais do dr. Draw. <três