doencas-cronicas is not a valid taxonomy for this post

Saiba como interpretar os números da sua pressão arterial

aparelho medir pressao

Para quem tem o hábito de medir a pressão em casa, provavelmente na maioria das vezes não obtém um 12×8 cravado. Entenda como interpretar as pequenas diferenças. 

 

A hipertensão é uma doença silenciosa, que em geral só causa sintomas quando está instalada há muito tempo e já comprometeu o funcionamento de vários órgãos. É responsável pelo aumento do risco de AVC e ataques cardíacos, entre outras doenças, além de poder lesar os rins, a retina e as artérias periféricas e levar à insuficiência renal, à perda da visão e a amputações de membros, respectivamente.

As causas da pressão alta são múltiplas: obesidade, genética, sedentarismo, estresse, influência do meio ambiente e do tipo de alimentação etc.

Para controlar a pressão, é importante medi-la com frequência (saiba como fazê-lo corretamente aqui). Muita gente já está familiarizada com o clássico 12 por 8, considerada a medida normal para pressão arterial. Pessoas com hipertensão e que possuem aparelho para medir a pressão em casa podem ficar em dúvida caso seus resultados saiam com números um pouco diferentes dessa marca, tanto para cima como para baixo.

 

Veja também: Pressão alta

 

A American Heart Association (Associação Americana do Coração) e a American Stroke Association (Associação Americana do AVC) prepararam uma tabela para guiar a leitura dos resultados. Atente para a coluna “e/ou”, pois algumas faixas exigem que os dois números mudem. Use a tabela como referência, mas muita atenção: a hipertensão é uma doença grave que precisa de tratamento e orientação personalizados. Algumas condições específicas de cada indivíduo podem fazer com que uma pequena variação nos números já mereça atenção médica. Portanto, siga as orientações do cardiologista com disciplina.

 

tabela hipertensao

Sobre o autor: Luiz Fujita Jr

Luiz Fujita Jr é jornalista, editor do Portal Drauzio Varella e criador do podcast Entrementes, sobre saúde mental. @luizfujitajr