Doenças e sintomas

Dissecção de aorta

disseccao aorta

Dependendo da localização da dissecção de aorta, a dor pode irradiar para pescoço, costas ou abdômen. O problema exige socorro imediato.

 

A dissecção de aorta é uma emergência médica caracterizada por uma lesão na parede interna da artéria aorta, que se inicia no coração e termina na quarta vértebra lombar e é a maior e mais importante do sistema circulatório, de onde partem praticamente todas as artérias que irrigam nosso organismo. A lesão permite que o sangue invada as camadas mais internas da aorta, forçando um caminho que separa a camada mais interna da camada média.

Veja também: Dr. Drauzio escreve sobre o aneurisma da aorta abdominal, que atinge mais pessoas a partir dos 65 anos

Essa condição pode diminuir a irrigação em determinados órgãos ou, nos casos mais extremos, provocar o rompimento da camada mais externa, o que leva a hemorragia e constitui um quadro grave que precisa de atendimento imediato.

 

Sintomas de dissecção de aorta

 

O sintoma principal é dor intensa e súbita no tórax. Dependendo da localização da dissecção, a dor pode irradiar para pescoço, costas ou abdômen.

Também pode haver falta de ar, tontura, desmaio e paralisia em partes do corpo.

 

Fatores de risco para dissecção de aorta

 

O problema é mais incidente em homens a partir dos 60 anos. Hipertensão e arteriosclerose (endurecimento das artérias) são fatores de risco importantes e estão presentes em 75% dos casos.

Algumas condições congênitas também podem tornar o vaso mais frágil, como as síndromes de Marfan e de Ehlers-Danlos. Traumas torácicos também podem ocasionar dissecções de aorta.

 

Tratamento da dissecção de aorta

 

Geralmente, são usados medicamentos que baixam a pressão arterial para frear a agressão à área danificada e estabilizar o fluxo sanguíneo. Em seguida, há indicação de cirurgia para remover a região dissecada, interromper a entrada de sangue nas camadas internas e reconstruir o vaso com enxertos sintéticos e stents.

Em alguns casos, dependendo de uma série de fatores (como região atingida e ausência de complicações), somente o uso de medicamentos, sem cirurgia, pode ser suficiente.

Medicamentos que controlam a pressão arterial podem ser necessários por longos períodos no pós-operatório ou até mesmo por toda a vida mesmo que a pessoa não tenha pressão alta, para evitar danos à região operada, ocorrência de uma nova dissecção ou outras complicações.

 

Recomendações em caso de dissecção de aorta

 

  • A dissecção de aorta é uma urgência médica. Ao suspeitar, chame imediatamente o Samu pelo 192. Como o problema precisa de tratamento especializado, só leve a pessoa a um serviço de saúde se o atendente do resgate recomendar;
  • A mortalidade por dissecção de aorta é alta mesmo nos anos seguintes ao evento. Pessoas que passaram pelo problema precisam seguir uma série de recomendações após receber alta, principalmente quanto ao controle da pressão arterial. Não deixe de seguir todas as orientações com disciplina.

 

Perguntas frequentes sobre dissecção de aorta

 

É possível prevenir?

A principal medida de prevenção é o controle da pressão arterial. Ainda assim, a conjunção de vários fatores pode levar ao problema, mesmo com a pressão dentro dos padrões de normalidade. Dessa forma, é essencial saber reconhecer os sintomas e agir com rapidez.

Sobre o autor: Luiz Fujita Jr

Luiz Fujita Jr é jornalista, editor do Portal Drauzio Varella e criador do podcast Entrementes, sobre saúde mental. @luizfujitajr