A língua faz parte do aparelho digestório, e sua função está relacionada à deglutição, ao paladar e à fala.

 

A língua é um órgão constituído de músculo e revestido de mucosa e que está relacionado à deglutição, ao paladar e à fala. Faz parte do aparelho digestório.

Está fixada pelos músculos extrínsecos à cartilagem do osso hioide (na frente do pescoço, abaixo do maxilar inferior), à mandíbula e aos processos estiloides do osso temporal. Esses músculos estendem-se para fora da língua e são responsáveis por sua movimentação. São eles: patoglosso, hioglosso, genioglosso e estiloglosso.

 

Língua

 

Os músculos que formam a própria língua e estão fixados nela (músculos intrínsecos) são responsáveis por sua forma (podem deixá-la, por exemplo, mais fina ou mais grossa). São eles: longitudinal superior, longitudinal inferior, transverso e vertical.

A língua se divide em uma porção oral (dentro da cavidade bucal) e outra faríngea. O sulco terminal da língua, região que lembra um V localizada na parte de trás do órgão, divide as duas porções.

 

Porção oral (2/3 anteriores)

 

É dividida em duas faces, a superior (dorso) e a inferior.

A face superior da língua tem três partes principais:

  • Raiz: parte posterior, por onde se liga ao osso hioide pelos músculos hioglosso e genioglosso; à epiglote, por três pregas de mucosa; ao palato mole; e à faringe, pelos músculos da faringe;
  • Corpo;
  • Ápice (a ponta da língua).

A face superior também possui uma linha média que contém um sulco, mais ou menos marcado, a depender do indivíduo, e que divide a língua em duas metades simétricas.

No corpo da língua encontram-se as papilas gustativas, responsáveis por identificar o sabor dos alimentos, denominadas:

  • Papilas circunvaladas, mais próximas ao sulco terminal da língua (região mais próxima à parte faríngea).
  • Papilas folhadas (concentradas nas laterais do corpo da língua).
  • Papilas fungiformes, mais numerosas no ápice e nas margens laterais.

A face inferior repousa sobre o assoalho da boca e está unida a ele por uma prega vertical chama frênulo da língua. Na parte inferior do frênulo e de cada lado da linha média há dois tubérculos onde estão os ductos excretores das glândulas sublinguais. Nessa região também se localiza uma rede venosa intensa que irá se unir e formar a veia sublingual.

 

Porção faríngea (terço posterior)

 

Forma a parede anterior da parte oral da faringe. Não possui papilas gustativas e nela existem nódulos linfoides denominados tonsilas linguais, que produzem anticorpos que ajudam a proteger o organismo.