As duas adenoides estão situadas atrás das cavidades nasais e, assim como as amídalas, fazem parte do sistema imunológico. 

 

As amídalas são estruturas constituídas por tecido linfoide, ricas em glóbulos brancos. Não são estruturas isoladas dentro dos aparelhos respiratório e digestivo. Fazem parte do anel linfático de Waldeyer que compreende a amídala lingual, a palatina e a faríngea (ou adenoide) na região chamada rinofaringe.

As duas adenoides se situam atrás das cavidades nasais e acima do palato mole (céu da boca). Não são visíveis quando a pessoa abre a boca

Fazem parte do sistema imunológico, assim como as amídalas (tonsilas palatinas), e produzem anticorpos. Também conhecidas como carne esponjosa, ajudam na defesa do organismo contra a invasão de agentes estranhos.

Elas aumentam de tamanho no início da vida, mas começam a regredir ao redor dos sete anos de idade, desaparecendo totalmente até a vida adulta. Como nariz, garganta e ouvido se comunicam internamente, a inflamação ou hipertrofia das adenoides pode prejudicar a respiração.