Angiologia

Dicas para evitar a retenção de líquidos

retenção de líquidos dicas

A retenção de líquidos afeta principalmente as pernas, mãos, barriga e a região do tornozelo. Veja algumas dicas para evitar e alimentos que auxiliam.

 

Além do cansaço excessivo, dor de cabeça e queda de pressão, o verão traz consigo um outro problema: a retenção de líquidos, visível principalmente na forma de inchaço.

O inchaço ocorre quando fluidos dos vasos sanguíneos e linfáticos — principalmente dos muito finos, chamados de capilares — extravasam e se acumulam entre as células dos tecidos logo abaixo da pele, formando os chamados edemas. O problema afeta principalmente as pernas, mãos, barriga e a região do tornozelo.

Uma maneira simples de perceber a retenção em seu corpo é no momento de tirar as meias e sapatos, quando fica uma marca deixada pelo elástico ou por detalhes da meia. “Falta de movimentação, estresse e menstruação são alguns fatores desencadeantes”, alerta a nutricionista Cintya Bassi, do Hospital e Maternidade São Cristóvão.

Em relação à sensação de pés inchados no final do dia, ela explica: “Quando está calor, a nossa circulação fica mais lenta e temos mais dificuldade para absorver a água do organismo”. Dessa forma, as extremidades são a região mais afetada, e os pés ainda mais por ficarem distantes do coração. Então, mesmo que você trabalhe sentado ou em pé o dia inteiro, tente movimentar as pernas, para que o desconforto no fina do dia seja menor.

 

Alimentação para evitar a retenção de líquidos

 

Poderíamos pensar que ingerir líquidos pioraria o problema, mas não. A nutricionista afirma que beber água é fundamental (2 litros por dia), pois a desidratação é um dos fatores que pode estimular o aparecimento do problema. Por isso, quanto mais água você ingerir, mais toxinas irá eliminar pela urina.

É importante ficar atento também à dieta, pois existem alimentos que podem causar ou agravar o inchaço. “Quando se consomem alimentos ricos em sal, como embutidos, enlatados, queijos amarelos, molho tipo shoyu e fast foods, o organismo precisa reter mais água para que seja possível fazer a diluição desse mineral. Então, o corpo não deixa a água ir embora por conta do acúmulo de sal”, explica a nutricionista.

Já os alimentos probióticos, como os iogurtes, são eficientes, pois os micro-organismos vivos tornam a flora intestinal mais saudável, além de ajudar a absorver melhor os nutrientes e diminuir o inchaço.

Em relação ao consumo de frutas, existem diversas com alto poder diurético e que possuem em comum uma boa quantidade de nutrientes que facilitam a eliminação de líquidos. “Melancia, melão, abacaxi e pera são exemplos. Seus nutrientes, potássio, magnésio, vitaminas do complexo B e água juntos aumentam o fluxo de urina e ajudam a eliminar toxinas com a renovação de líquidos corporais”, diz a nutricionista.

 

Propriedades das frutas diuréticas mais conhecidas

 

  • Melancia

Essa fruta é conhecida pelo alto teor de água, o que a torna aliada da hidratação. Além do poder diurético, possui licopeno, uma substância que auxilia na prevenção contra o câncer, especialmente de próstata e mama, além de doenças do coração.

 

  • Melão

Essa também é uma fruta diurética, que possui ainda propriedades antioxidantes, que combatem os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento. Pelo alto teor de potássio, possui também ação cardioprotetora, ajudando a equilibrar os níveis de pressão arterial, e fibras, que auxiliam na regulação do intestino, melhorando também o desconforto causado pela constipação.

 

  • Abacaxi

Rica em nutrientes que auxiliam no combate à retenção de líquidos, tem também muitas fibras que melhoram o funcionamento intestinal, diminuindo o inchaço abdominal. Possui também uma enzima chamada bromelina, que auxilia na digestão.

 

  • Pera

Além de auxiliar na eliminação de líquidos, possui pectina, uma fibra também relacionada ao melhor funcionamento intestinal e que está envolvida no controle glicêmico e do colesterol.

 

  • Maçã

É uma fruta diurética natural, graças à boa quantidade de potássio e vitamina B6. Assim como a pera, possui pectina.

 

  • Limão

Também é rico em potássio, fibras, manganês, e é conhecido por reforçar o sistema imunológico graças à quantidade de vitamina C.

 

  • Coco

Sua água possui alta quantidade de potássio e magnésio, o que auxilia na eliminação de líquidos.

 

Receita de suco diurético

 

Ingredientes

  • ¼ prato de sobremesa de couve manteiga, higienizada e picada;
  • 1 fatia grossa de melão;
  • 250 mL de água de coco;
  • 1 colher de sopa de hortelã, higienizado e picado;
  • ¼ de colher de sopa de suco de limão;
  • ¼ de maçã;
  • Cubos de gelo.

Preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador até que a mistura fique homogênea. Acrescente adoçante a gosto e beba em seguida.

Sobre o autor: Juliana Conte

Juliana Conte é jornalista, repórter do Portal Drauzio Varella desde 2012. Interessa-se por questões relacionadas a manejo de dores, atividade física e alimentação saudável.