A prevenção de hemorroidas incluir ingestão de fibras e não segurar a vontade de ir ao banheiro por longos períodos. Conheça outras dicas.

 

Hemorroidas são dilatações, inflamadas ou não, das veias do plexo hemorroidário, uma estrutura anatômica que se localiza no reto, canal anal e ânus. Elas podem ser classificadas em externas e internas. As externas se desenvolvem na borda do ânus, são visíveis e semelhantes às varizes que aparecem nas pernas ou a pequenas bolas de sangue. As internas localizam-se no reto, logo acima do esfíncter anal. Em certos casos, hemorroidas internas podem exteriorizar-se durante o esforço para a evacuação.

Apesar de constituírem um problema de saúde muito comum – a estimativa é que metade das pessoas com mais de 50 anos apresenta quadros de doença hemorroidária em diferentes graus – o assunto é cercado de tabus. Por constrangimento ou inibição, a maioria dos pacientes reluta em procurar atendimento médico, apela para a automedicação ou segue as sugestões de gente que se considera entendida no assunto. Com isso, acabam surgindo complicações que poderiam ser evitadas com o diagnóstico precoce e tratamento adequado.

Como a prisão de ventre e o esforço para evacuar estão entre as principais causas de hemorroidas nas pessoas geneticamente predispostas, veja como é possível evitá-las adotando algumas mudanças simples no estilo de vida.

  • Dê preferência aos alimentos ricos em fibras (frutas, verduras, grãos integrais, aveia, iogurte, nozes e castanhas) e beba bastante líquido, porque ajudam a amolecer as fezes e facilitam a evacuação;
  • Evite substâncias irritantes, como pimenta e álcool, especialmente durante as crises. Ao contrário do que dizem, elas não são causa da doença, mas agravam os sintomas;
  • Atenda prontamente a vontade de evacuar. Caso contrário, as fezes podem ressecar no segmento final do intestino grosso;
  • Lembre que banheiro não é sala de leitura nem lugar para meditação. Permanecer sentado no vaso por muito tempo aumenta a pressão sobre as veias do ânus e pode agravar a doença hemorroidária. Se o intestino não funcionou, ande um pouco e tente mais tarde;
  • Depois de evacuar, em vez de usar papel higiênico, o melhor é cuidar da higiene local com água morna. O atrito do papel higiênico irrita a mucosa e pode provocar fissuras que facilitam a contaminação por micro-organismos. Se não tiver outra opção, umedeça o papel higiênico antes de utilizar;
  • Use roupas íntimas de algodão;
  • Pratique exercícios físicos com regularidade, mesmo que esteja grávida. Eles são importantes na luta contra o “intestino preso”, pois ajudam a diminuir a pressão sobre as veias do plexo hemorroidário e a controlar o peso, haja vista que obesidade e gravidez são fatores de risco para o aparecimento das hemorroidas.

Agora, o mais importante: não se iluda. Nem todo sangramento pelo ânus é provocado pelas hemorroidas. Sinais de sangue no papel higiênico, na água do vaso sanitário ou na roupa íntima podem ocorrer em doenças graves. O câncer de intestino é só um exemplo.  Não dê sopa para o azar. Procure imediatamente um clínico geral ou um proctologista.