Podcasts

DrauzioCast #44 | Alimentação saudável



Hábitos antigos, da época em que oferta de alimentos processados era limitada, devem ser retomados: Dê sempre preferência para alimentos naturais.

 

 

 

No passado, quando se tratava de alimentação saudável, as coisas pareciam mais fáceis. Todos almoçavam e jantavam em casa, as crianças comiam os alimentos que os pais escolhiam e preparavam, e ninguém contestava o cardápio que seguia as normas ditadas pela tradição familiar.

Sua escolha passava de geração para geração e os casos de obesidade eram poucos; quase ninguém era gordo. A opção por alimentos inadequados para compor a dieta é responsável pelos casos de obesidade, que vêm crescendo especialmente nas grandes cidades.

Portanto, quem se preocupa em oferecer alimentação saudável para a família deve começar pela seleção cuidadosa dos alimentos. A pessoa que faz as compras deve dar preferência aos produtos naturais: frutas, verduras, grãos e carnes não industrializadas.

Veja também: Aprenda a montar o prato ideal para uma alimentação saudável

O tradicional arroz, feijão, bifinho, a salada, uma porção de verdura cozida e uma fruta na sobremesa — que comíamos na casa dos nossos avós e achávamos uma delícia — é um bom exemplo de refeição saudável que deveria ser retomado.

Os cuidados com a alimentação devem começar muito cedo na vida. Assim como a mãe ensina a criança a escovar os dentes depois das refeições e antes de deitar, a tomar banho diariamente, a recolher as coisas que espalha pela casa, deve ensiná-las a selecionar os alimentos que compõem suas refeições dentro e fora de casa.

Até os sete, oito anos de idade estão formados os hábitos alimentares, e como se sabe, mudar hábitos antigos leva tempo e exige persistência. Se não forem incorporados desde cedo, a tendência é a epidemia de obesidade só se disseminar.

Sobre o autor: Drauzio Varella

Drauzio Varella é médico cancerologista e escritor. Foi um dos pioneiros no tratamento da aids no Brasil. Entre seus livros de maior sucesso estão Estação Carandiru, Por um Fio e O Médico Doente.