Coronavírus

Técnicas de respiração para aliviar a ansiedade

homem estressado respira de olhos fechados e mãos nas têmporas. Pandemia do novo coronavírus ansiedade que pode ser aplacada com técnicas de respiração

Técnicas simples de respiração ajudam a aliviar os sintomas da ansiedade que surge diante da pandemia do novo coronavírus  Aprenda como respirar corretamente.

 

Em tempos de pandemia de novo coronavírus e quarentena, é comum ouvir de amigos e familiares relatos de exaustão mental por conta do excesso de informações, da dificuldade em manter a rotina de trabalho sem perder a produtividade, além dos problemas financeiros que começam a pipocar.

Diante de tanto descontrole (quem nem sempre é culpa sua, lembre-se disso), a ansiedade pode se manifestar de diversas maneiras, como: agitação, pensamentos obsessivos, dificuldade para dormir, baixa concentração e fadiga mental. Quando você estiver se sentindo ansioso, é possível amenizar esse sentimento com uma técnica de respiração extremamente simples e que você pode fazer no conforto de casa.

Veja também: Aprenda a controlar crises de pânico

Há alguns meses (antes desse período conturbado), eu li um artigo da jornalista e psicóloga

Primeira regra básica: preste atenção em como o ar entra e sai do seu organismo. Ele deve entrar pelo nariz e sair pela boca. Simples, não?
Além disso, reserve alguns períodos do dia para avaliar como está sua respiração. Temos um padrão para diferentes situações (raiva, ansiedade, estresse, desânimo), mas com um pouco de treino diário é possível controlá-la.

A seguir, algumas recomendações básicas para quando você se sentir ansioso e com a mente “agitada” demais.

 

Técnica 1

 

  1. Sente em posição ereta. Pode ser no chão ou em uma cadeira;
  2. Puxe o ar pelo nariz, de forma lenta e profunda. Na hora de soltar, faça um biquinho com a boca, pois isso diminui o atrito do dente e da língua para a saída do ar e faz com que a respiração seja mais harmônica. Repita 10 vezes.

 

Técnica 2

 

  1. Sente-se com as costas eretas ou deite;
  2. Coloque as mãos sobre a barriga;
  3. Respire devagar, aumentando a barriga, contando até cinco;
  4.  Dê uma pausa de dois segundos;
  5.  Exale lentamente, contando até seis;
  6.  Pratique esse padrão de 10 a 20 minutos por dia.

 

Técnica 3

 

  1. Com a ajuda do dedo indicador tampe a narina esquerda e inspire pela outra narina (contando até cinco);
  2. Na sequência, a narina que “puxou” o ar deve ser usada para “soltá-lo”.
  3. Repita o procedimento cinco vezes.

 

Sobre o autor: Juliana Conte

Juliana Conte é jornalista, repórter do Portal Drauzio Varella desde 2012. Interessa-se por questões relacionadas a manejo de dores, atividade física e alimentação saudável.