Cadeirantes também transam | Roda de Conversa

Diferentemente do que muitos imaginam, cadeirantes também podem ter vida sexual ativa e sentir prazer.

Mariana Varella

Mariana Varella é editora-chefe do Portal Drauzio Varella. Jornalista de saúde, é formada em Ciências Sociais e pós-graduanda na Faculdade de Saúde Pública da USP. Interessa-se por saúde pública e saúde da mulher. Prêmio Especialistas Saúde 2021 e Prêmio Einstein Colunista +Admirados da Imprensa de Saúde e Bem-Estar 2021 @marivarella

Compartilhar

Diferentemente do que muitos imaginam, cadeirantes também podem ter vida sexual ativa e sentir prazer.

 

Neste episódio do Roda de Conversa, Mariana Varella conversa com o urologista Marcello Pinheiro e com a cadeirante Debora Barros. Durante o bate-papo, os dois relatam que as dificuldades enfrentadas por uma pessoa na cadeira de rodas diferem de caso para caso, mas geralmente afetam a saúde mental, a locomoção e a vida sexual.

Muitos acreditam que cadeirantes não consigam transar ou sentir prazer na hora do sexo, mas o autoconhecimento, a segurança e a adaptação ao próprio corpo permitem que o prazer não esteja focado apenas nos genitais. Assista ao vídeo e acompanhe a conversa.

Conteúdo desenvolvido em parceria com a TENA Brasil: https://www.tena.com.br/

Veja também: A adaptação de um cadeirante | Cabine do paciente

Veja mais