Vídeos

Pré-diabetes em 3 perguntas | Fernando Valente

Thumbnail com médico e o texto "Pré-diabetes em 3 perguntas".

Apesar de ficar anos sem provocar sintomas, o diabetes abre espaço para mudar o estilo de vida e impedir que a doença se instale definitivamente. Entenda o pré-diabetes em 3 perguntas.

 

Antes de o diabetes se instalar definitivamente, existe uma janela de oportunidade chamada pré-diabetes. Para esclarecer as principais dúvidas sobre esse quadro, convidamos o dr. Fernando Valente, médico endocrinologista e membro da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD).

Este conteúdo faz parte de uma parceria entre o Portal Drauzio Varella e o Grupo DPSP.

 

O que é pré-diabetes?

O pré-diabetes é uma situação em que a glicose no sangue já tem uma alteração, porém não é significativa para níveis de diabetes, então é um intermediário entre a glicose normal e o diabetes.

Ele pode ser diagnosticado através de um exame de sangue simples, com a medida de açúcar no sangue em um jejum de 8 horas — que é a glicemia de jejum — ou a dosagem da hemoglobina glicada, que é uma média do açúcar no sangue nos últimos 3 meses. Existe ainda um exame, que eventualmente é feito, chamado teste de tolerância à glicose (popularmente conhecido como curva glicêmica), que também pode ajudar a fazer o diagnóstico.

O pré-diabetes é reversível caso se atue nos fatores desencadeantes do quadro, que são principalmente excesso de peso, sedentarismo, tabagismo, má alimentação e má qualidade do sono.

 

Quais são os sintomas quando o corpo passa a ser resistente à ação da insulina?

O pré-diabetes, na maior parte das vezes, não apresenta nenhum sintoma claro. Em algumas situações, pode aparecer o escurecimento em regiões de dobra da pele, como no pescoço, axilas ou virilha, mas muitas pessoas não apresentam essa condição. Outro dado que pode chamar a atenção é a pressão alta ou alteração dos níveis de triglicérides e colesterol, que são alterações associadas ao ganho de peso.

Algumas pessoas precisam ficar mais atentas à possibilidade de desenvolverem o quadro. São elas:

  • Pessoas acima do peso, principalmente as que concentram a gordura na região abdominal;
  • Aquelas que apresentam algum familiar que tem diabetes tipo 2 ou antecedentes de diabetes na gestação;
  • Negros;
  • Pessoas a partir de 40 anos.

 

Veja também: Dr. Drauzio explica a relaçnao entre insulina e diabetes

 

É possível reverter somente com alimentação?

Sim, é possível reverter com alimentação, mas quanto melhor o estilo de vida, maior a chance de reversão. Alimentação saudável é fundamental. Uma dieta rica em vegetais, grãos integrais, laticínios e frutas (mas não em suco de frutas), evitando-se o excesso de açúcar, carboidratos, gorduras saturadas e trans.

Vale a pena citar também a importância da prática de exercícios físicos. O ideal seriam 150 minutos de atividade física por semana, aeróbia e musculação.

Existe ainda a possibilidade de não haver reversão ou até progressão desse quadro de pré-diabetes para diabetes, mesmo com essas mudanças de estilo de vida. Neste caso, eventualmente, está indicado o medicamento.

 

Assista ao vídeo completo

Leia mais