Drauzio Varella

Diarreia

Suporte de papel higiênico preso a uma parede branca com um rolo vazio.

An emptied roll of toilet paper hanging on a chrome toilet roll holder on an isolated white textured background

Quadros de diarreia podem ocorrer em algum momento da vida, mas é importante identificar quando é necessário intervenção médica, principalmente quando se trata de crianças e idosos, que podem desidratar muito depressa.

 

As principais características da diarreia são o aumento do número de evacuações e a perda de consistência das fezes, que se tornam aguadas. Uma das complicações mais perigosas é a desidratação. Adultos são mais resistentes, mas bebês, crianças e idosos desidratam-se com facilidade, até em menos de 1 dia.

Boca seca, lábios rachados, letargia, confusão mental e diminuição da quantidade de urina são sintomas de desidratação que, além de diminuir as reservas de água do corpo humano — constituído por cerca de 75% de água –, reduzem os níveis de dois importantes minerais: sódio e potássio.

 

Veja também: Listas de alimentos que devem ser consumidos e evitados em casos de diarreia

 

Causas de diarreia

 

Embora estejamos acostumados a relacionar diarreia à intoxicação alimentar (logo pensamos no que comemos antes do episódio, tentando identificar alguma comida diferente do habitual), há muitas causas possíveis:

 

Tipos de diarreia

 

 

O que consumir e o que evitar se estiver com diarreia

 

 

Quando procurar ajuda médica

 

Diarreia pode ser sintoma inicial de várias doenças graves: úlcera gastrointestinal, alguns tipos de câncer, aids e de patologias que acarretam a má absorção dos nutrientes. Não se descuide e procure assistência médica imediatamente:

 

Recomendações para evitar a diarreia

 

 

Perguntas frequentes sobre diarreia

 

Como saber se a diarreia é sintoma de uma infecção?

Geralmente, diarreias decorrentes de infecções começam repentinamente. Outros sinais incluem febre, náuseas e vômito.

 

Diarreia é o mesmo que disenteria?

Não. A disenteria é um quadro clínico caracterizado por inflamação do intestino, o que causa dor abdominal e diarreia com sangue, muco ou pus. A inflamação pode ter várias causas, geralmente infecções por bactérias e vírus ou verminoses. Uma das causas mais comuns é a ingestão de alimentos ou água contaminados pela bactéria Shigella. Embora o tratamento geralmente seja simples, é necessário procurar ajuda médica imediatamente, pois há risco de desidratação.

 

Como identificar diarreia em crianças?

Bebês que ainda não ingerem alimentos sólidos podem ter fezes mais líquidas, mas ainda assim, em geral elas não são totalmente líquidas. Nesses casos, fique atento ao número de evacuações e em mudanças na consistência. Também procure assistência se houver fezes aquosas por mais de 24 horas. Lembre-se que bebês e crianças desidratam muito rapidamente, possivelmente em menos de 1 dia, daí a importância de estar sempre atento.

 

Como preparar o soro caseiro?

O soro é extremamente importante porque repõe não só a água, mas eletrólitos essenciais para o organismo. Use 1 litro de água mineral, filtrada ou fervida. Misture uma colher pequena (café) de sal e uma grande (sopa) de açúcar. Se usar água fervida, espere esfriar para fazer a mistura. Tome em colheradas ao longo de todo o dia.

Sair da versão mobile