Ministério da Saúde anuncia plano para vacinação de crianças contra a covid-19

Ministério da Saúde lança plano de vacinação de crianças conta a covid-19.

Mariana Varella

Mariana Varella é editora-chefe do Portal Drauzio Varella. Jornalista de saúde, é formada em Ciências Sociais e pós-graduanda na Faculdade de Saúde Pública da USP. Interessa-se por saúde pública e saúde da mulher. Prêmio Especialistas Saúde 2021 e Prêmio Einstein Colunista +Admirados da Imprensa de Saúde e Bem-Estar 2021 @marivarella

menina no colo do pai recebe vacina contra covid. Ministério da Saúde anuncia vacinação de crianças contra covid-19

Compartilhar

Publicado em: 7 de janeiro de 2022

Revisado em: 27 de janeiro de 2022

Ministério da Saúde lança plano de vacinação de crianças conta a covid-19.

 

Na última quarta-feira (5/1/22), o Ministério da Saúde anunciou que incluirá as crianças de 5 a 11 anos no plano de vacinação contra a covid-19.

Apesar de ainda não ter estabelecido a data para o início da vacinação, o Ministério informou que as primeiras doses pediátricas do imunizante da Pfizer devem chegar ao país no dia 13/1, se o cronograma for respeitado.

Veja também: Dr. Drauzio esclarece a necessidade da vacinação de crianças contra covid

A vacina da Pfizer é a única permitida para uso em crianças pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), que concedeu a autorização no dia 16/12/21.

Veja as principais dúvidas a respeito da vacinação desse grupo:

 

Quando começará a vacinação de crianças contra a covid-19 no Brasil?

 

Ainda não há data prevista para o início da campanha, mas o Ministério da Saúde anunciou que estão sendo esperados três lotes contendo doses pediátricas, que são diferentes das destinadas aos adultos, totalizando 3,7 milhões de doses até o fim de janeiro.

A pasta deve receber cerca de 20 milhões de doses no primeiro trimestre e mais 20 milhões no segundo trimestre. São necessárias em torno de 40 milhões de doses para oferecer as duas doses recomendadas para esse público que, segundo o IBGE, é de pouco mais de 20 milhões de pessoas.

 

Qual será a ordem de prioridade?

 

A ordem deve ser:

  1. crianças de 5 a 11 anos com comorbidades ou deficiência permanente;
  2. crianças indígenas e quilombolas;
  3. crianças que vivam em residências com pessoas com alto risco para evolução grave de covid-19;
  4. crianças sem comorbidades, em ordem decrescente de idade.

 

Qual será o intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina para crianças?

 

O intervalo será de 8 semanas.

 

Será necessária prescrição médica para a vacinação desse grupo?

 

Não.

 

E quem fizer 12 anos entre a primeira e a segunda dose, qual vacina deverá receber?

 

As crianças que completarem 12 anos entre a primeira e a segunda dose devem receber a dose pediátrica do imunizante, que é diferente da dose destinada a maiores de 12 anos.

 

As crianças podem receber outras vacinas concomitantemente com a vacina da covid-19?

Não. A vacina contra a covid-19 não deve ser administrada juntamente com outras vacinas do calendário infantil, por precaução, sendo recomendado um intervalo de 15 dias.

 

Existe alguma orientação especial para a vacinação de crianças?

 

Sim. O Ministério orienta que a vacinação deve ser realizada em ambiente específico e segregado da vacinação de adultos.

A sala da aplicação de vacinas em crianças deve ser exclusiva para a aplicação dessa vacina, não sendo aproveitada para a aplicação de outras vacinas, ainda que pediátricas.

A vacinação das crianças de 5 a 11 anos em postos de vacinação na modalidade drive-thru deve ser evitada.

As crianças devem ser acolhidas e permanecer no local em que a vacinação ocorrer por pelo menos 20 minutos após a aplicação. Os pais também deverão ser orientados a procurarem o médico, caso haja algum sintoma inesperado.

No dia 6/1/22, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) lançou nota reafirmando a segurança e a necessidade de vacinação dessa faixa etária.

 

 

Veja mais