Checagens

Pão com azodicarbonamida dentro dos limites não é perigoso | Checagem

thumb drops pao azodicarbonamida

Postagem no Facebook que informa que a azodicarbonamida, utilizada na fabricação de pães, viralizou. Mas será que seu conteúdo é verdadeiro?

 

A azodicarbonamida é utilizada na fabricação de pães para embranquecer e fortalecer a farinha. O resultado é que o produto fica mais branco, macio e elástico.

Porém, uma postagem que viralizou no Facebook alerta os consumidores para evitarem pães contendo esse ingrediente.

E aí? Será que a azodicarbonamida é mesmo tóxica? A Drops checou.

 

QUEM DISSE? Post viralizado no Facebook1

O QUE DISSE? “Azodicarbonamida é banida em vários países, inclusive na união europeia inteira.”

QUANDO DISSE? 07/07/2015 

CHECAGEM: VERDADEIRO

 

O uso da azodicarbonamida no preparo de alimentos é proibido na União Europeia2 , no Japão³ e na Austrália⁴. Já em países como Estados Unidos⁵Brasil⁶Canadá⁷ e China⁸, seu uso é permitido em quantidades controladas.

 

“Na União Europeia, a azodicarbonamida não ‘serve nem para melhorador plástico’.”

 

FALSO: A União Europeia importa uma quantidade estimada de 20 mil toneladas por ano⁹ de azodicarbonamida para uso industrial. O composto tem outros usos que não envolvem os alimentos. A substância pode ser usada para fazer com que plásticos e borrachas fiquem mais aerados, por exemplo.

 

“A azodicarbonamida é usada para fazer o pão inchar mais e ficar molinho (…), pois quando aquecida a 200ºC ela libera gases (…). Só que esses gases são tóxicos; um deles é amônia.”

 

FALSO: Tecnicamente, quando você consome o pão, você não está comendo azodicarbonamida. Ela já foi quebrada, durante o tratamento da farinha, num composto chamado biureia.

A biureia é diferente da amônia mencionada na postagem. Enquanto a amônia é tóxica, a biureia não faz mal, e é facilmente excretada pelo organismo¹⁰.

A reação também pode produzir resquícios de outros compostos, como a semicarbazida. Alguns estudos com animais mostram que níveis altos de semicarbazida podem ser cancerígenos. Porém, as doses necessárias para que o composto seja perigoso5 são muito maiores do que as pequenas quantidades que podem ser encontradas em pães.

Também é importante citar que nem a biureia¹¹ nem a semicarbazida¹² são  gases sob condições normais.

 

O consumo de azodicarbonamida no pão é perigoso

 

INSUSTENTÁVEL: A agência americana FDA (Food and Drug Admnistration) assegura que o uso de azodicarbonamida como aditivo alimentar é seguro,5 desde que se encaixe nos limites estabelecidos. No Brasil, a Anvisa6 também impões limites similares.

Segundo a FDA, a aprovação foi baseada na apuração de múltiplos estudos de segurança, incluindo estudos avaliando o consumo da substância por vários anos.

Já a Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que a azocarbonamida pode apresentar riscos quando inalada.2 Mas este só é um risco para trabalhadores que lidam com grandes quantidades do material, e não se aplica a quem consome o pão, onde o composto já foi degradado, como discutimos anteriormente.

Ainda assim, há questionamentos se a substância é mesmo um irritante das vias respiratórias, já que há pouca evidência nesse sentido⁹.

 

Referências

 

Acesso em 04/07/2018:

¹ https://www.facebook.com/zecahue/posts/10153607844674152

² http://www.who.int/ipcs/publications/cicad/cicad16_rev_1.pdf

³ http://europepmc.org/abstract/med/27784863

⁴ https://www.acs.org/content/acs/en/molecule-of-the-week/archive/a/azodicarbonamide.html

⁵ https://www.fda.gov/Food/IngredientsPackagingLabeling/FoodAdditivesIngredients/ucm387497.htm

⁶ http://www.anvisa.gov.br/anvisalegis/resol/383_99.htm

⁷ http://www.bakingassoccanada.com/Food and Nutrition Policy Revised/Azodicarbonamide Final.pdf

⁸ http://dionex.su/en-us/webdocs/115360-AN-1106-LC-Azodicarbonamide-Flour-AN71266-EN.pdf

⁹ https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0273230017302143

¹⁰ https://pubchem.ncbi.nlm.nih.gov/compound/Azodicarboxamide#section=MeSH-Pharmacological-Classification

¹¹ https://pubchem.ncbi.nlm.nih.gov/compound/Biurea

¹² ttps://www.ebi.ac.uk/chebi/searchId.do?chebiId=28306

Sobre o autor: Redação Drops

Drops é a primeira plataforma brasileira dedicada exclusivamente a checar o grau de veracidade de notícias sobre saúde veiculadas na imprensa e nas redes sociais, baseados no fact checking e na busca por evidências científicas em publicações indexadas e instituições de referência. Visite:
dropslab.org