Drauzio Varella

Desmaio (síncope)

Desmaio é a perda abrupta da consciência e do tônus postural que pode ocorrer em decorrência de fatores como doenças cardiovasculares, distúrbios metabólicos, uso de medicamentos, entre outros. 

 

Desmaio, ou síncope, é a perda abrupta e transitória da consciência e do tônus postural (da capacidade de ficar em pé), seguida de recuperação rápida e completa.

Na maior parte dos casos, os desmaios ocorrem por causa da diminuição do fluxo sanguíneo no cérebro. De modo geral, costumam ser de curta duração e bom prognóstico. Trata-se de um evento clínico comum, que atinge mais as pessoas idosas, os portadores de cardiopatias e as mulheres jovens. O problema é que, na queda associada ao desmaio, com frequência as pessoas podem sofrer traumatismos e fraturas ósseas.

 

Causas

 

O desmaio em si não é uma doença, mas pode ser manifestação de inúmeras alterações orgânicas, tais como:

 

Sintomas

 

Existem alguns sintomas que prenunciam a perda da consciência e do tônus postural. Os mais indicativos são:

 

Diagnóstico

 

É fundamental identificar a causa do desmaio para instituir o tratamento.  Além do levantamento da história e da avaliação clínica do paciente, o médico pode recorrer a exames específicos de sangue, neurológicos e de imagem.

 

Tratamento

 

Toda a pessoa que sofreu um desmaio, por mais rápido e aparentemente inofensivo que seja, deve ser levada a um serviço de saúde para avaliação o mais depressa possível.

A única coisa que se pode fazer, depois que ela recuperar a consciência e se estiver bem, é dar-lhe água, suco, chá ou água com açúcar. Sob nenhum pretexto, deve ser oferecido qualquer tipo de bebida que contenha álcool.

 

Recomendações

 

Sair da versão mobile