DrauzioCast #53 | Apendicite

Dor aguda na parte de baixo do abdômen é um dos principais sintomas da apendicite. Ouça o comentário do dr. Drauzio neste podcast sobre apendicite.

Drauzio Varella é médico cancerologista e escritor. Foi um dos pioneiros no tratamento da aids no Brasil. Entre seus livros de maior sucesso estão Estação Carandiru, Por um Fio e O Médico Doente.

Compartilhar

Publicado em: 7 de maio de 2019

Revisado em: 22 de outubro de 2021

Dor aguda na parte de baixo do abdômen é um dos principais sintomas da apendicite. Ouça o comentário do dr. Drauzio neste podcast sobre apendicite.

 

 

 

Apendicite é a inflamação do apêndice. O apêndice é um pequeno órgão linfático, parecido com um dedo de luva, que fica localizado na primeira porção do intestino grosso, do lado direito, lá embaixo, perto da fossa ilíaca.

Na maioria dos casos, a apendicite ocorre por obstrução do apêndice, e com retenção de materiais diversos e restos fecais. A apendicite é mais frequente entre os 20 e os 30 anos, mas pode acontecer em qualquer idade.

O principal sintoma é de dor abdominal, que em geral se manifesta do lado direito e na parte baixa do abdômen. Os outros sintomas são uma parada do aparelho digestivo — que o intestino para de funcionar —, e daí pode surgir febre, náuseas, vômitos, queda do estado geral.

Veja também: Fibras reduzem risco de apendicite

Como os sintomas das infecções ginecológicas — as chamadas anexites, nas mulheres, resultantes da inflamação das trompas, útero e ovários — também provocam uma dor que pode ser no lado direito do abdômen, é muito importante estabelecer a diferença entre apendicite e anexite nas mulheres. O  ultrassom e a tomografia auxiliam bastante nessa distinção.

O tratamento da apendicite é cirúrgico. A incisão hoje em dia é pequenininha; as cicatrizes, quase imperceptíveis. A intervenção pode ser feita [por] via laparoscópica, com os mesmos resultados das cirurgias feitas com campo aberto.

Se a cirurgia não for realizada em tempo hábil, a apendicite pode se tornar uma doença muito grave, com risco de morte.

Veja mais

Sair da versão mobile