Você está escovando os dentes do jeito certo?

Qual a quantidade de pasta necessária? Tem que escovar logo ao acordar? Tire as suas dúvidas sobre como escovar os dentes do jeito certo.


Equipe do Portal Drauzio Varella postou em Odontologia

mulher escova os dentes em frente ao espelho. veja como escovar os dentes do jeito certo.

Compartilhar

Publicado em: 23/11/2022

Revisado em: 18/12/2022

Apesar de termos aprendido as regras básicas de higiene bucal, às vezes surgem dúvidas, como a quantidade de pasta a ser usada e o tipo de escova. Saiba como escovar os dentes do jeito certo.

 

Especula-se que a primeira escova de dentes com cerdas, semelhante à que usamos hoje, tenha surgido na China, em 1498. Desde então, todos nós temos uma forma particular de escovar os dentes, mas sempre com o propósito de limpar para evitar futuros problemas bucais. Porém, há muitos detalhes a serem observados durante a escovação.

Um deles é encontrar a escova e os produtos ideais. Afinal, escovar os dentes de maneira inadequada ou com uma escova deteriorada pode danificar as gengivas e não ser eficaz na remoção da placa bacteriana. Como as gengivas são muito sensíveis, uma técnica errada de escovação também pode gerar problemas a longo prazo.

Para tirar as principais dúvidas, preparamos um guia com informações básicas sobre como escovar os dentes e garantir uma boa saúde bucal.

 

Qual a quantidade de pasta que preciso usar? 

É comum pensar que quanto maior a quantidade de pasta e espuma, maior a eficácia da escovação, mas isso não é verdade. 

Segundo a cirurgiã-dentista Ândrea Manzke, a quantidade de pasta recomendada deve ocupar 1/3 da cabeça da escova, ou seja, apenas a pontinha: “Não é o tanto de pasta que se coloca, mas sim o número de vezes que se escova ao dia que irá garantir a sua limpeza bucal ideal”, explica.

Nesse sentido, para que se garanta uma limpeza completa, é mais importante a movimentação correta da escova do que o excesso de produto.

 

O tipo de escova faz diferença? 

Em qualquer supermercado podemos encontrar muitas opções indicadas, por exemplo, para gengivas sensíveis, pacientes ortodônticos e crianças. 

As escovas convencionais têm três ou quatro fileiras de cerdas, que podem ser naturais ou sintéticas. Geralmente é recomendado o uso das sintéticas, pois elas arrastam melhor a placa e repelem bactérias com mais facilidade do que as de cerdas orgânicas.

Também existem opções pós-cirúrgicas com cerdas ultramacias, ideais para uso após uma extração dentária, por exemplo. Já as cerdas duras são recomendadas apenas para bocas saudáveis ​​e menos sensíveis, com cuidado para não danificar a gengiva e o esmalte.

A melhor alternativa, de acordo com a dentista, é a escova de cabeça pequena, “para poder alcançar os dentes mais posteriores, assim como cerdas extramacias para não machucar e/ou retrair a gengiva”.

Se você tiver dúvidas sobre qual escova usar, peça ao seu dentista para analisar o seu caso e indicar o instrumento de limpeza ideal para os seus dentes.

Veja também: Gengiva escura: quando ela é considerada normal?

 

Por que preciso passar fio dental? 

O uso do fio dental é um hábito que nem todas as pessoas adotam, porém é benéfico para prevenir doenças, como alerta Ândrea. “O uso do fio é imprescindível para a limpeza entre os dentes, lugar ao qual a escova não consegue chegar.”

Além de remover a placa, que é a principal causa de cáries e doenças periodontais, o fio dental combate o mau hálito: “A aplicação diária do fio dental evita o aparecimento de cáries ocultas entre os dentes e também ajuda na remoção da placa bacteriana que antecede o tártaro dental”, esclarece a cirurgiã-dentista.

 

Escovar os dentes logo ao acordar faz mal?

Há quem prefira escovar os dentes assim que acorda, o que não tem problema, conforme explica Ândrea: “Nenhum momento de escovar os dentes é prejudicial, mas o importante é, se possível, escovar logo após cada refeição”.

De acordo com a cirurgiã-dentista, uma dica é não escovar os dentes imediatamente após beber vinho tinto. Isso porque o vinho deixa o pH da  cavidade oral ácido, o que pode aumentar o risco de erosão do esmalte e a redução de cálcio com a escovação. Espere pelo menos 30 minutos depois de beber.

 

Quantas vezes por dia preciso escovar os dentes? 

Essa é uma das perguntas mais frequentes que os pacientes fazem quando visitam o dentista. Segundo Ândrea, o ideal é três vezes ao dia: “A escovação deve ser de pelo menos 1 a 2 minutos, com movimentos circulares e de vai e vem. É necessário escovar não somente os dentes, mas a mucosa e a língua, para então proporcionar um melhor hálito e saúde bucal”, indica.

Escovar os dentes é uma obrigação para manter afastados a placa e o tártaro, assim como as cáries ou doenças gengivais. A visita ao dentista deve ser feita pelo menos uma vez ao ano para fazer uma avaliação. 

 

Sobre a autora: Angélica Weise é jornalista e colabora com o Portal Drauzio Varella. Tem interesse por assuntos relacionados à saúde mental, atividade física e saúde da mulher e criança.

Veja também: Saúde mental e bucal andam juntas: saiba como transtornos mentais podem afetar a sua boca

Tópicos

Veja mais

Sair da versão mobile