Por que homens podem ter câncer de mama?

Apesar de raro, o câncer de mama também pode atingir os homens, já que eles têm tecido mamário. Saiba mais.

Close de mão de homem segurando laço cor-de-rosa no peito.câncer de mama em homens

Compartilhar

Publicado em: 22/11/2022

Revisado em: 14/12/2022

 Doença também pode acometer os homens e sua prevalência aumenta com a idade, sendo rara antes dos 30 anos. Saiba mais sobre o câncer de mama em homens.

 

Apesar de muitos acreditarem que apenas mulheres podem desenvolver o câncer de mama, a doença também pode atingir os homens, já que eles têm tecido mamário. 

A incidência na população é baixa: para cada 100 casos, 1 ocorre no público masculino.  Isso porque, apesar de terem tecido mamário, os homens não têm ovários que produzem estrogênio todos os meses, o que já diminui o risco da doença. Por outro lado, o excesso de estrogênio pode ocorrer devido a terapias hormonais, disfunção hepática, obesidade, distúrbios da tireoide ou síndrome de Klinefelter.

Algumas mutações hereditárias (mutações herdadas dos pais), como as mutações dos genes BRCA2, BRCA1, PTEN, P53, CHEK2, também aumentam o risco de câncer de mama em homens. Se o câncer hereditário na mulher corresponde a 10% de todos os casos, no sexo masculino a forma hereditária chega a 40% dos casos. 

 

Como identificar o câncer de mama em homens? 

Diferentemente das mulheres, que têm mamas mais densas e volumosas, o que torna, muitas vezes, imperceptível a palpação e a identificação de nódulos pequenos, nos homens os nódulos são mais fáceis de notar. 

“Qualquer nódulo ou caroço, por menor que seja, já fica bastante evidente, o que desperta atenção”, explica a ginecologista dra. Heliégina Palmieris, do Hospital São Camilo, em São Paulo (SP). 

A estratégia de autoexame se torna fundamental para os homens, pois não há exames de rastreamento de câncer de mama masculino, já que a incidência é baixa. Por isso, os médicos aconselham homens na faixa dos 60, 70 anos (a doença se torna mais comum a partir do envelhecimento), que já têm casos na família, a fazerem a inspeção da região mamária todos os meses.

Veja também: 3 dúvidas comuns após o diagnóstico de câncer de mama

Além disso, outro sintoma importante é o surgimento de secreção com sangue que sai dos mamilos. Foi assim que o pai da cantora Beyoncé, Matthew Knowles, descobriu que tinha o problema. “É um sintoma relativamente comum e não necessariamente representa o câncer em estágio avançado”, comenta Palmieris. 

Muitas vezes, o prognóstico costuma ser pior quando comparado às mulheres, porque os homens demoram para procurar ajuda médica. Às vezes, nem o sangramento dos mamilos desperta atenção, e quando o paciente decide procurar ajuda, já existe um quadro de mamilo invertido (quando o tumor está situado abaixo da aréola, pode acontecer a retração do bico do mamilo, deixando-o com aspecto “invertido”), um  sinal que a doença já está em progressão no organismo. 

 

Como tratar o câncer de mama em homens?

A dra. Heliégina explica que o tratamento é basicamente igual ao das mulheres. Entretanto, pelo fato das mamas nos homens serem menos volumosas, não é possível preservá-las. 

“Nestes casos, o tratamento conservador não é indicado e é feita uma mastectomia total, retirando auréola e mamilo.” 

Após a cirurgia, muitas vezes são feitas ainda sessões de radioterapia e bloqueio hormonal. “[O bloqueio hormonal] São comprimidos que o paciente toma por cerca de 5 a 10 anos, para que o câncer não atinja a outra mama.” 

Em relação ao prognóstico da doença, vai depender especificamente do tamanho do tumor, grau histológico e se há comprometimento de linfonodos das axilas

Qualquer alteração na região mamária deve ser motivo para procurar um médico. Quanto mais cedo o diagnóstico, melhor o prognóstico.

 

Veja mais

Sair da versão mobile