Vídeos

Preconceito contra quem tem transtornos mentais | Entrementes



A psicofobia é o preconceito contra pessoas com transtornos ou deficiências mentais. Entenda por que é preciso desconstruir esse preconceito.

 

 

Olá pessoal, tudo bem? Bem-vindos ao Entrementes, aqui no YouTube. E hoje a gente fala de um tema que vocês pediram. O que que é psicofobia e como combater a psicofobia? 

Bom, pessoal, psicofobia é um termo que foi cunhado para designar os preconceitos em relação às pessoas que têm um transtorno ou uma deficiência mental. Então, a psicofobia é esse preconceito em relação a quem tem algum tipo de manifestação, um transtorno ou uma deficiência mental.

É importante lembrar, pessoal, que historicamente se a gente for imaginar ao longo dos séculos de evolução da humanidade, as pessoas que têm um transtorno mental ou uma deficiência mental foram vistos ao longo da história como endemoniados, ligados à bruxaria, possuídos por espíritos, enfim. A gente tem séculos e séculos de afastamento, de uma tentativa de afastar essas pessoas do convívio da sociedade.

Com o advento da psicoterapia, da psicanálise, da psiquiatria, e uma compreensão melhor dos fenômenos que estão em torno dos transtornos mentais ou das deficiências mentais, esse assunto veio pro campo da saúde e da medicina. Mas isso não significa que as pessoas deixaram de ter preconceitos com relação a quem é ou quem vive com transtorno mental ou tem alguma forma de deficiência mental.

E esse preconceito ,pessoal, é terrível. É terrível porque ele faz mal para as pessoas que são vítimas desses preconceitos e ele afasta essas pessoas dos tratamentos, dos cuidados, das psicoterapias, do acompanhamento médico psiquiátrico, e por aí vai. Ou seja, psicofobia, ou preconceito em relação à saúde mental, só traz prejuízos para essas pessoas, e obviamente para a população como um todo. 

Aqui no Brasil, no dia 12 de abril, a partir de uma iniciativa da Associação Brasileira de Psiquiatria, foi instituído o Dia Nacional de Enfrentamento da Psicofobia, como uma forma da gente desmistificar essa questão da saúde mental e da gente combater ativamente os preconceitos em relação às pessoas que têm algum transtorno mental ou alguma deficiência mental. 

Se a gente for pensar, hoje em dia muita gente com depressão, com ansiedade, com quadros psicóticos, com quadros de dependência de substâncias, com transtorno de personalidade. E se essas pessoas não são cuidadas, se essas pessoas se afastam dos serviços de saúde, elas correm um risco muito maior de ter a sua vida prejudicada, de ter a sua vida impactada, e mesmo um risco muito maior de suicídio. Portanto, pessoal, é fundamental que você, individualmente, combata esses preconceitos em relação à saúde mental. 

Essa história de dizer que quem tem depressão tá com frescura, ou tá se vitimizando, ou tá aí com mimimi, não tem nada a ver. Chamar de louco quem tem algum sofrimento emocional também é péssimo. Afasta essas pessoas, estigmatiza essas pessoas, e só faz mal para elas. Portanto, pessoal, transtornos de saúde mental e deficiência mental merecem todo o seu respeito e mais do que isso, que você combate ativamente o preconceito contra essas pessoas. É isso aí.

Espero que vocês tenham gostado dessa discussão aqui no YouTube do Entrementes. A gente posta conteúdo novo toda semana pra vocês. Acompanhe, dá um joinha, conte pros seus amigos, se inscreva nas nossas redes. É muito bom ter você com a gente. Valeu.

Veja também: Entrementes #37 | Como escolher um terapeuta