Os pulmões e suas estruturas até podem se regenerar e permitir melhora enorme na qualidade de vida, mas os danos acumulados são irreparáveis.