Epidemia de crack

Segundo o psiquiatra Dartiu Xavier, diretor do Proad (Programa de Orientação e Assistência a Dependentes), da Unifesp, ainda não existem dados suficientes para classificar a disseminação do uso de crack como epidemia.