É comum escutar sobre os problemas que a exposição demasiada aos raios solares pode causar à saúde da pele, mas pouco se ouve a respeito das consequências que podem haver ao se tomar pouco sol.

Falta de banho solar pode acarretar deficiência de vitamina D,  já que essa tem produção estimulada pelo sol. Mas isso não deve ser problema para os habitantes de um país tropical como o Brasil, certo?

Anvisa suspende venda de lotes falsificados de medicamento para artrite
* SUS passa a distribuir cinco novos medicamentos para artrite

Errado. Segundo uma pesquisa feita pela UFF (Universidade Federal Fluminense), seis em cada dez brasileiros apresentam deficiência da vitamina no corpo, pois não tomam a quantidade necessária de sol por dia.

O estudo feito pela nutricionista Vanessa Pereira Montera, no Hospital Pró-Cardíaco do Rio de Janeiro, analisou amostras de sangue de 67 pacientes com mais de 60 anos, entre julho de 2010 e agosto de 2011. A pesquisa revelou alta deficiência: a quantidade normal de vitamina D é de 32 ng/ml (nanogramas/mililitro), mas nos voluntários foi  encontrada uma média de 9,8 ng/ml e um mínimo de 3,5 ng/ml.

A deficiência de vitamina D pode contribuir para o desenvolvimento de doenças, como câncer, artrite reumatoide, doenças autoimunes e até hipertensão, em longo prazo.

O recomendado é tomar sol sem protetor solar por dez a 20 minutos, pelo menos três vezes por semana, no período entre 7h e 10h da manhã.